acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Projeto Cadeia Produtiva

Capacitação de fornecedores gaúchos chega ao fim

11/01/2007 | 00h00

Iniciado há cerca de dois anos, o Projeto Estruturante da Cadeia de Petróleo e Gás concluirá, nesta quinta-feira (11), o processo de capacitação de um grupo de 80 potenciais fornecedoras para a Alberto Pasqualini - Refap S.A. O projeto é desenvolvido pelo Sebrae no Rio Grande do Sul, em parceria com a Refap, a Rede Petro/RS e a Petrobras. As empresas receberão certificado de conclusão das atividades em cerimônia que ocorrerá às 19h, no Hotel Deville, na Avenida dos Estados, 1909, em Porto Alegre (RS), com a presença de diretores das instituições parceiras.

“A conclusão dessa etapa não encerra nosso trabalho. Ações semelhantes estão em andamento com empresas ligadas ao Pólo Petroquímico de Triunfo e ao setor naval na Metade Sul”, afirma o coordenador do Projeto Estruturante da Cadeia de Petróleo e Gás, Guilherme Menezes. Ele salienta que foi investido R$ 1 milhão nos 24 meses de duração da capacitação Sebrae/Refap.

As ações foram realizadas por meio de cursos e consultorias nas áreas financeira e contábil, vendas, recursos humanos e tecnologia, além de ações de mercado no País e no exterior. As empresas beneficiadas são oriundas de diversas regiões do Estado, mas, principalmente, da Região Metropolitana, da Serra e do Vale do Rio dos Sinos.

O setor de petróleo e gás é um dos que mais deve receber investimentos nos próximos anos. De acordo com Menezes, até 2010, serão destinados cerca de US$ 10 bilhões por ano para a área de petróleo. “A Petrobras, parceira no projeto, por exemplo, deve investir US$ 53 milhões no período”, explica. O coordenador destaca que o projeto Sebrae/Refap visa ainda ao desenvolvimento da cooperação entre as empresas com objetivo de conquistar mercados.

“Quem estiver capacitado para o mercado de petróleo e gás está habilitado para atuar em qualquer mercado. Esse é um dos mercados mais exigentes hoje”, comenta o sócio da Device Engenharia de Automação, Luciano Weber. A empresa de Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre, será uma das 80 que receberá o certificado na quinta-feira. “Algumas atividades desenvolvidas tornaram-se pré-requisito para fornecedores de outros setores, como as capacitações de Saúde, Meio Ambiente e Segurança (SMS) e Responsabilidade Social”, complementa Menezes.

Nesse sentido, a constituição da RS Óleo e Gás, associação gaúcha que reúne 42 empresas participantes do projeto, deverá dar continuidade ao projeto. “Nossa intenção é dar prosseguimento ao que conquistamos como grupo para atuar com maior força no mercado”, afirma Weber, presidente da entidade fundada em agosto e que, até o final de janeiro, deverá contar com um portal de negócios na internet.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias



Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar