acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Política

Câmara aprova MP que desonera cadeia produtiva do etanol

28/08/2013 | 09h56
Câmara aprova MP que desonera cadeia produtiva do etanol
Stock XCHNG Stock XCHNG

 

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de terça-feira (27), a Medida Provisória (MP) 613, que concede incentivos tributários aos produtores de etanol e à indústria química, por meio de crédito presumido, e reduz a alíquota das contribuições do PIS/Pasep e da Cofins. A MP segue agora para apreciação do Senado Federal.
Acordo firmado pelos líderes partidários, e honrado pelo plenário na votação, retirou do texto as regras para exploração dos portos secos, que haviam sido incluídas na MP pela comissão especial que analisou o mérito da proposta.
Os deputados aprovaram também emenda para garantir aos produtores de etanol o uso de saldo de créditos do PIS/Pasep e da Cofins para compensar outros tributos ou então pedir ressarcimento.
Segundo o líder do PT, deputado José Guimarães (CE), os deputados também aprovaram na MP a incorporação aos municípios de R$ 3 bilhões referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Guimarães disse que é uma forma de repassar aos municípios a compensação do FPM, de 1,3%, sendo R$ 1,5 bilhão neste ano e R$ 1,5 bilhão no ano que vem.
Os líderes haviam também acordado votar hoje a MP 616, que libera crédito para o programa de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), mas preferiram, ao final da sessão, adiar a votação para amanhã (28).

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de terça-feira (27), a Medida Provisória (MP) 613, que concede incentivos tributários aos produtores de etanol e à indústria química, por meio de crédito presumido, e reduz a alíquota das contribuições do PIS/Pasep e da Cofins. A MP segue agora para apreciação do Senado Federal.


Acordo firmado pelos líderes partidários, e honrado pelo plenário na votação, retirou do texto as regras para exploração dos portos secos, que haviam sido incluídas na MP pela comissão especial que analisou o mérito da proposta.


Os deputados aprovaram também emenda para garantir aos produtores de etanol o uso de saldo de créditos do PIS/Pasep e da Cofins para compensar outros tributos ou então pedir ressarcimento.


Segundo o líder do PT, deputado José Guimarães (CE), os deputados também aprovaram na MP a incorporação aos municípios de R$ 3 bilhões referentes ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Guimarães disse que é uma forma de repassar aos municípios a compensação do FPM, de 1,3%, sendo R$ 1,5 bilhão neste ano e R$ 1,5 bilhão no ano que vem.


Os líderes haviam também acordado votar a MP 616, que libera crédito para o programa de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), mas preferiram, ao final da sessão, adiar a votação para hoje (28).



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar