acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Califórnia libera maior planta de estoque de gás natural no Aliso Canyon

07/08/2017 | 12h51

Paralisada desde fevereiro de 2016, a instalação de armazenamento de gás natural de Aliso Canyon passou pela bateria de testes da California Public Utilities Commission (CPUC) e da Division of Oil, Gas, and Geothermal Resources, ambas órgãos oficiais do estado norte-americano. Agora, a planta pode começar a receber a injeção do combustível e supera o problema de vazamento detectado em outubro de 2015. Em função dos incidentes, a instalação teve seu limite de armazenamento reduzido a um máximo de 28% da capacidade total de 86 bilhões de pés cúbicos (Bcf).

Se totalmente completo, o volume de 86 Bcf representa 64% da capacidade de armazenamento da Southern California Gas Company (SoCalGas), a dona e operadora da planta. A companhia recebeu o ok pra voltar a injetar o gás natural no dia 19 do mês passado, depois de ter enfrentado a possibilidade de ser totalmente fechada por 10 anos. A ameaça foi real e proposta por legisladores locais.

Os testes constantes e o monitoramento severo em Aliso Canyon aconteceram depois da avaliação de cada um dos 114 poços de armazenamento do local. A inspeção aconteceu imediatamente à contenção do vazamento e determinou que 60% deles deveriam ser tirados de operação e isolados da planta. Os remanescentes passaram por medidas de segurança, incluindo o monitoramento em tempo real de pressão e o uso diário da detecção de vazamento via infravermelho, além do monitoramento de rotina do ar para detecção de metano e novos sistemas de selagem dos poços.

De acordo com um estudo contratado pelo condado de Los Angeles, a planta de armazenamento não é necessariamente estratégica para manter a confiabilidade do sistema de fornecimento de energia elétrica da região, o que poderia ser um sinal verde para seu fechamento definitivo. As ameaças ao fornecimento são acompanhadas pela California Independent System Operator (Caiso) e ficam mais intensas durante as épocas de alta demanda de energia.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar