acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mudança

Braskem vende participação na Petroflex

14/12/2007 | 00h00
A Braskem anunciou ontem, que em conjunto com a Unipar - União de Indústrias Petroquímicas S.A. ("Unipar") e outras partes, celebraram contrato para a venda de ações da Petroflex Indústria e Comércio S.A. ("Petroflex") com a empresa alemã Lanxess Deutschland GmbH ("Lanxess"), através do qual serão alienadas 17.102.002 ações ordinárias e 7.416.602 ações preferenciais, representativas de 72,38% do total das ações ordinárias e de 69,68% do capital social da Petroflex, ao preço total de R$ 526.680.000,00, correspondendo ao preço de até R$ 22,86 por ação ordinária e de até R$ 18,29 por ação preferencial classe "A". A Braskem está alienando a totalidade de sua
participação correspondente a 33,57% das ações ordinárias e 33,46% das ações preferenciais da Petroflex.

Com a conclusão dessa transação, a Braskem terá um ingresso de caixa de cerca de R$ 251 milhões e um lucro, antes do imposto de renda, estimado em R$ 110 milhões, tomando como base os valores contábeis de 30 de novembro de 2007. A efetiva transferência das ações, com o correspondente recebimento dos recursos da venda, ocorrerá em aproximadamente 6 meses.

A Petroflex é a maior produtora de borracha sintética da América Latina, com capacidade produtiva anual de 442 mil toneladas, e possui fábricas, localizadas no Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

Segundo José Carlos Grubisich, Presidente da Braskem, "a conclusão da
venda da participação na Petroflex representa uma importante criação
de valor para a Braskem, com o ingresso de caixa de R$ 251 milhões e
lucro de R$ 110 milhões, reforça a concentração no nosso foco
estratégico - o negócio de resinas termoplásticas, ao mesmo tempo em
que mantém nossa posição de principal fornecedor de matérias-primas
para a cadeia produtiva de borracha sintética na América Latina,
através de contratos de longo prazo para o fornecimento de
butadieno".


Fonte: PR Newswire Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar