acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Petroquímica

Braskem nega atraso em projeto na Venezuela

06/11/2008 | 02h37

A petroquímica Braskem divulgou comunicado no qual afirma que o cronograma do projeto de polipropileno feito em parceria com a Pequiven na Venezuela não deverá ser alterado. Segundo a empresa, o projeto deverá entrar em operação no final de 2011, "conforme previsto no cronograma original", destaca o texto.

 

Mais cedo, o presidente da companhia, Bernardo Gradin, havia informado que o provável atraso na montagem da equação financeira do investimento faria com que o projeto tivesse um "atraso de um ou dois trimestres". Ainda durante o encontro com a imprensa, realizado esta manhã em São Paulo, o executivo disse que o cronograma da unidade previa o início das operações em 2012.

 

O projeto de construção de uma unidade de polipropileno na Venezuela, com capacidade anual de 450 mil toneladas, integrada a uma unidade de desidrogenação de propano, foi oficializado no final de 2007. Na oportunidade, a Braskem informou que a entrada em operação da unidade estava prevista para o segundo semestre de 2010. Durante a divulgação dos resultados do segundo trimestre de 2008, a Braskem manteve o cronograma de que a unidade entraria em operação em 2010. O investimento previsto é de US$ 900 milhões.



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar