acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Braskem Idesa recebe primeiros tanques de armazenamento

13/06/2013 | 13h34

 

O complexo petroquímico que está sendo construindo no México, resultado da joint venture da multinacional brasileira Braskem com a mexicana Idesa, e que entra em operação em 2015, começou a receber os primeiros grandes equipamentos para armazenagem de produtos químicos. Seis grandes tanques, dois deles com mais de 85 metros e que pesam cerca de 550 toneladas, desembarcaram no Porto de Pajaritos e viajarão nos próximos dias 8 km até Nanchital, cidade onde o complexo industrial está sendo instalado. 
 
A previsão é que, até o final deste ano, mais de 50% do grande projeto esteja construído, e para isso estão sendo contratados cerca de 800 a mil pessoas por mês. Até dezembro serão 10 mil operários na obra. Quando pronta, a Braskem Idesa terá capacidade instalada para produzir 1 milhão de toneladas de polietileno  por ano. O investimento total do projeto é de US$ 4,5 bilhões, sendo 75% da Braskem e 25% do Grupo Idesa.
 

O complexo petroquímico que está sendo construindo no México, resultado da joint venture da multinacional brasileira Braskem com a mexicana Idesa, e que entra em operação em 2015, começou a receber os primeiros grandes equipamentos para armazenagem de produtos químicos. Seis grandes tanques, dois deles com mais de 85 metros e que pesam cerca de 550 toneladas, desembarcaram no Porto de Pajaritos e viajarão nos próximos dias 8 km até Nanchital, cidade onde o complexo industrial está sendo instalado. 


 
A previsão é que, até o final deste ano, mais de 50% do grande projeto esteja construído, e para isso estão sendo contratados cerca de 800 a mil pessoas por mês. Até dezembro serão 10 mil operários na obra. Quando pronta, a Braskem Idesa terá capacidade instalada para produzir 1 milhão de toneladas de polietileno por ano. O investimento total do projeto é de US$ 4,5 bilhões, sendo 75% da Braskem e 25% do Grupo Idesa.

 

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação/ Ascom Braskem
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar