acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Braskem Idesa firma contrato de EPC para projeto Etileno XXI

04/10/2012 | 17h34

 

A Braskem Idesa S.A.P.I. firmou contrato de valor superior a US$ 2,7 bilhões, com uma joint venture formada pela Odebrecht (40%), Technip (40%) e ICA Fluor (20%), para as etapas de engenharia, aprovisionamento e construção (EPC) do complexo petroquímico Etileno XXI, a ser construído na região de Coatzacoalcos/Nanchital, no estado de Veracruz, México.
O complexo petroquímico irá incluir as seguintes instalações: 
- Cracker de eteno a partir de etano, que produzirá 1 milhão de toneladas por ano utilizando tecnologia proprietária da Technip.
- Duas plantas de polietileno de alta densidade utilizando tecnologia INEOS Innovene.
- Uma planta de polietileno de baixa densidade utilizando tecnologia BASEL Lupotech.
- Instalações de armazenagem, tratamento de resíduos e utilidades, que incluirá uma usina de cogeração de ciclo combinado de energia e vapor de 150 MW.
- Uma plataforma logística multimodal para transporte de 1 milhão de toneladas de polietileno por ano através de trens e caminhões de carga ou ensacados.
- Prédios administrativos, de manutenção, de apoio e sala de controle.
A equipe da joint venture envolvida no projeto executará o contrato a partir de diversos centros operacionais localizados em Nanchital e Cidade do México (México), Roma (Itália), Lyon (França) e Rotterdam (Holanda).  O projeto deverá ser concluído, e a planta disponibilizada para início de operações, em junho de 2015.
A concessão foi fruto da execução bem sucedida dos projetos de engenharia básica (front-end engineering design - FEED) dos contratos de eteno, PEAD e utilidades concedidos à Technip no primeiro trimestre de 2011 e dos contratos de engenharia básica das instalações off-sites pela Odebrecht e pela ICA Fluor em 2011.

A Braskem Idesa S.A.P.I. firmou contrato de valor superior a US$ 2,7 bilhões, com uma joint venture formada pela Odebrecht (40%), Technip (40%) e ICA Fluor (20%), para as etapas de engenharia, aprovisionamento e construção (EPC) do complexo petroquímico Etileno XXI, a ser construído na região de Coatzacoalcos/Nanchital, no estado de Veracruz, México.


O complexo petroquímico irá incluir as seguintes instalações:


- Cracker de eteno a partir de etano, que produzirá 1 milhão de toneladas por ano utilizando tecnologia proprietária da Technip.
- Duas plantas de polietileno de alta densidade utilizando tecnologia INEOS Innovene.
- Uma planta de polietileno de baixa densidade utilizando tecnologia BASEL Lupotech.
- Instalações de armazenagem, tratamento de resíduos e utilidades, que incluirá uma usina de cogeração de ciclo combinado de energia e vapor de 150 MW.
- Uma plataforma logística multimodal para transporte de 1 milhão de toneladas de polietileno por ano através de trens e caminhões de carga ou ensacados.
- Prédios administrativos, de manutenção, de apoio e sala de controle.


A equipe da joint venture envolvida no projeto executará o contrato a partir de diversos centros operacionais localizados em Nanchital e Cidade do México (México), Roma (Itália), Lyon (França) e Rotterdam (Holanda).  O projeto deverá ser concluído, e a planta disponibilizada para início de operações, em junho de 2015.


A concessão foi fruto da execução bem sucedida dos projetos de engenharia básica (front-end engineering design - FEED) dos contratos de eteno, PEAD e utilidades concedidos à Technip no primeiro trimestre de 2011 e dos contratos de engenharia básica das instalações off-sites pela Odebrecht e pela ICA Fluor em 2011.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar