acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Sustentabilidade

Braskem divulga Pegada de Carbono de seus principais produtos

23/05/2013 | 10h57

 

Incrementando sua participação no desenvolvimento sustentável, a Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, será a primeira companhia do setor a tornar pública a Pegada de Carbono de seus produtos, com a divulgação dos dados de emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) das resinas polipropileno, polietileno - baixa densidade, baixa densidade linear e alta densidade, e PVC.
A Pegada de Carbono permite a avaliação do total de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), ou seja, demonstra a quantidade de dióxido de carbono equivalente liberado na produção de um determinado produto ou na realização de uma atividade. Desta forma, torna-se uma informação importante para o consumidor final, no apoio à decisão por produtos e processos com menor impacto nas mudanças climáticas.
Para a Braskem, a divulgação da Pegada de Carbono é uma maneira de demonstrar o impacto ambiental de seus principais produtos, compará-los a outras alternativas e identificar oportunidades para redução das emissões. Esta ferramenta irá fornecer informações importantes para os processos decisórios da companhia no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável de seu negócio ao identificar as etapas responsáveis pelas maiores emissões de GEE na cadeia.
Os dados também trarão benefícios diretos aos clientes. Com estas informações, eles poderão calcular a pegada de carbono dos seus produtos e, dessa forma, demonstrar um dos maiores benefícios do uso dos plásticos, que pela sua leveza evitam emissões de gases de efeito estufa quando comparados com materiais sucedâneos.
Para a análise da Pegada de Carbono, a Braskem considerou a extração da matéria prima, seu transporte e o processo produtivo na empresa. Os cálculos foram realizados com a consultoria da empresa multinacional ERM e auditados pela KPMG. O resultado mostra que os números da Braskem são melhores do que os equivalentes da indústria química na Europa e Estados Unidos. Por exemplo, a emissão do polietileno de baixa densidade da Braskem é de 1,31 tonelada de CO2 equivalente por tonelada de produto, enquanto nos Estados Unidos a média é 1,48 t CO2e / t produto e na Europa de 2,10 t CO2e / t produto.
De acordo com o diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem, Jorge Soto, a divulgação destes resultados está alinhada com transparência da companhia na gestão das emissões GEE. "Incentivamos a cultura de baixo carbono e queremos que a população tenha cada vez mais acesso a este tipo de informação, para que seja capaz de decidir pelo consumo de produtos que tenham menor impacto no meio ambiente", reforça.
A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 36 plantas industriais distribuídas pelo Brasil, Estados Unidos e Alemanha, a empresa produz anualmente mais de 16 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos. Maior produtora de biopolímeros do mundo, a Braskem tem capacidade para fabricar anualmente 200 mil toneladas de polietileno derivado de etanol de cana-de-açúcar.

Incrementando sua participação no desenvolvimento sustentável, a Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, será a primeira companhia do setor a tornar pública a Pegada de Carbono de seus produtos, com a divulgação dos dados de emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) das resinas polipropileno, polietileno - baixa densidade, baixa densidade linear e alta densidade, e PVC.


A Pegada de Carbono permite a avaliação do total de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), ou seja, demonstra a quantidade de dióxido de carbono equivalente liberado na produção de um determinado produto ou na realização de uma atividade. Desta forma, torna-se uma informação importante para o consumidor final, no apoio à decisão por produtos e processos com menor impacto nas mudanças climáticas.


Para a Braskem, a divulgação da Pegada de Carbono é uma maneira de demonstrar o impacto ambiental de seus principais produtos, compará-los a outras alternativas e identificar oportunidades para redução das emissões. Esta ferramenta irá fornecer informações importantes para os processos decisórios da companhia no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável de seu negócio ao identificar as etapas responsáveis pelas maiores emissões de GEE na cadeia.


Os dados também trarão benefícios diretos aos clientes. Com estas informações, eles poderão calcular a pegada de carbono dos seus produtos e, dessa forma, demonstrar um dos maiores benefícios do uso dos plásticos, que pela sua leveza evitam emissões de gases de efeito estufa quando comparados com materiais sucedâneos.


Para a análise da Pegada de Carbono, a Braskem considerou a extração da matéria prima, seu transporte e o processo produtivo na empresa. Os cálculos foram realizados com a consultoria da empresa multinacional ERM e auditados pela KPMG. O resultado mostra que os números da Braskem são melhores do que os equivalentes da indústria química na Europa e Estados Unidos. Por exemplo, a emissão do polietileno de baixa densidade da Braskem é de 1,31 tonelada de CO2 equivalente por tonelada de produto, enquanto nos Estados Unidos a média é 1,48 t CO2e / t produto e na Europa de 2,10 t CO2e / t produto.


De acordo com o diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem, Jorge Soto, a divulgação destes resultados está alinhada com transparência da companhia na gestão das emissões GEE. "Incentivamos a cultura de baixo carbono e queremos que a população tenha cada vez mais acesso a este tipo de informação, para que seja capaz de decidir pelo consumo de produtos que tenham menor impacto no meio ambiente", reforça.


A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 36 plantas industriais distribuídas pelo Brasil, Estados Unidos e Alemanha, a empresa produz anualmente mais de 16 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos. Maior produtora de biopolímeros do mundo, a Braskem tem capacidade para fabricar anualmente 200 mil toneladas de polietileno derivado de etanol de cana-de-açúcar.

 



Fonte: Ascom Braskem
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar