acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Oportunidade

Brasileiros podem concorrer à bolsa de estudos para a Nova Zelândia

28/03/2014 | 12h06

 

Estão abertas as inscrições para os interessados em garantir uma das 14 bolsas de estudo oferecidas pelo Governo da Nova Zelândia para Mestrado e Doutorado no país, com foco em desenvolvimento econômico sustentável. A iniciativa faz parte do programa New Zealand Development Scholarships (NZDS) e contempla estudos a partir do ano letivo de 2015. Além do Brasil, podem concorrer às oportunidades estudantes de outros 17 países da América Latina.
As bolsas são oferecidas em áreas prioritárias para a Nova Zelândia, com destaque para Desenvolvimento Agrícola e Energias Renováveis – incluindo Desenvolvimento de Energia Geotérmica.  Além de mestrado (pesquisa ou trabalho, com duração de 1 a 2 anos) e Doutorado (PhD, com duração prevista de 3,5 a 4 anos), há também a possibilidade de cursar a pós-graduação (6 meses) ou conquistar o diploma de pós-graduação (1 ano).
Para concorrer, os candidatos devem passar por duas etapas:
1)             Verificar, até o dia 30 de abril, as ofertas de vagas junto às instituições de ensino reconhecidas pelo Governo da Nova Zelândia. Para isso, os candidatos podem acessar as listas de qualificações para Desenvolvimento Agrícola e Energias Renováveis e, em seguida, contatar as universidades neozelandesas para verificar aceitação de sua inscrição.
2)             Cientes das oportunidades existentes, os interessados devem enviar o formulário disponível no site do programa, até 1º de agosto. Os requisitos necessários para classificação, bem como informações sobre as instituições, demais cursos disponíveis e o processo de seleção, podem ser consultados na página do NZDS.
O objetivo da iniciativa é contribuir para o desenvolvimento econômico da região e proporcionar aos estudantes alta capacitação em universidades e instituições técnicas da Nova Zelândia. O plano de estudos deve contemplar o desenvolvimento do setor econômico no país de origem do candidato, e não simplesmente focar no desenvolvimento profissional do estudante.  Por meio das bolsas de estudo, a Nova Zelândia coopera com uma população crescente de profissionais qualificados, com as competências necessárias para oferecer diferencias competitivos no mercado e potencializar, também, o crescimento da economia em suas nações de origem.
Os benefícios de estudar na Nova Zelândia
Com mais de 4 milhões de habitantes, a Nova Zelândia é cada vez mais escolhida por jovens que procuram aprender inglês em cidades modernas e com excelente qualidade de vida. Conhecido por sua natureza exuberante e como um local propício à prática de esportes, entre eles surfe, rafting, esqui, bungee jump e iatismo, o país é destino de brasileiros em busca dos cursos de idioma, ensino médio e cursos universitários (graduação e pós-graduação) em um contexto inquestionavelmente estimulante.
Uma das grandes vantagens de estudar na Nova Zelândia é a possibilidade de trabalhar no país. As mudanças foram anunciadas recentemente e se aplicam aos estudantes de idioma e também aos estudantes de ensino superior. Para os estudantes de ensino superior, uma novidade, além das condições já existentes para estudantes de graduação, estudantes matriculados em cursos de Mestrado e Doutorado (sempre que acompanhados de defesa de tese) terão permissão para trabalhar em tempo integral. O site da INZ é sempre a melhor fonte de informação sobre o assunto.
Participar de um doutorado na Nova Zelândia é uma opção muito interessante para toda a família. As taxas para estudos de candidatos internacionais é a mesma que a de residentes, diferentemente de outros países.  Estudantes em cursos  de mestrado e doutorado podem trabalhar um número ilimitado de horas e os esposos/parceiros de doutorandos também recebem uma permissão de trabalho válida por toda a duração do programa. Filhos e dependentes de estudantes matriculados em programas de PhD recebem os mesmos benefícios que crianças neozeolandesas, até o último ano do ensino médio, e têm a possibilidade de estudar sem qualquer custo  nas escolas públicas em todo o país. 

Estão abertas as inscrições para os interessados em garantir uma das 14 bolsas de estudo oferecidas pelo Governo da Nova Zelândia para Mestrado e Doutorado no país, com foco em desenvolvimento econômico sustentável. A iniciativa faz parte do programa New Zealand Development Scholarships (NZDS) e contempla estudos a partir do ano letivo de 2015. Além do Brasil, podem concorrer às oportunidades estudantes de outros 17 países da América Latina.

As bolsas são oferecidas em áreas prioritárias para a Nova Zelândia, com destaque para Desenvolvimento Agrícola e Energias Renováveis – incluindo Desenvolvimento de Energia Geotérmica.  Além de mestrado (pesquisa ou trabalho, com duração de 1 a 2 anos) e Doutorado (PhD, com duração prevista de 3,5 a 4 anos), há também a possibilidade de cursar a pós-graduação (6 meses) ou conquistar o diploma de pós-graduação (1 ano).

Para concorrer, os candidatos devem passar por duas etapas:

1) Verificar, até o dia 30 de abril, as ofertas de vagas junto às instituições de ensino reconhecidas pelo Governo da Nova Zelândia. Para isso, os candidatos podem acessar as listas de qualificações para Desenvolvimento Agrícola e Energias Renováveis e, em seguida, contatar as universidades neozelandesas para verificar aceitação de sua inscrição.

2) Cientes das oportunidades existentes, os interessados devem enviar o formulário disponível no site do programa, até 1º de agosto. Os requisitos necessários para classificação, bem como informações sobre as instituições, demais cursos disponíveis e o processo de seleção, podem ser consultados na página do NZDS.

O objetivo da iniciativa é contribuir para o desenvolvimento econômico da região e proporcionar aos estudantes alta capacitação em universidades e instituições técnicas da Nova Zelândia. O plano de estudos deve contemplar o desenvolvimento do setor econômico no país de origem do candidato, e não simplesmente focar no desenvolvimento profissional do estudante.  Por meio das bolsas de estudo, a Nova Zelândia coopera com uma população crescente de profissionais qualificados, com as competências necessárias para oferecer diferencias competitivos no mercado e potencializar, também, o crescimento da economia em suas nações de origem.

Com mais de 4 milhões de habitantes, a Nova Zelândia é cada vez mais escolhida por jovens que procuram aprender inglês em cidades modernas e com excelente qualidade de vida. Conhecido por sua natureza exuberante e como um local propício à prática de esportes, entre eles surfe, rafting, esqui, bungee jump e iatismo, o país é destino de brasileiros em busca dos cursos de idioma, ensino médio e cursos universitários (graduação e pós-graduação) em um contexto inquestionavelmente estimulante.

Uma das grandes vantagens de estudar na Nova Zelândia é a possibilidade de trabalhar no país. As mudanças foram anunciadas recentemente e se aplicam aos estudantes de idioma e também aos estudantes de ensino superior. Para os estudantes de ensino superior, uma novidade, além das condições já existentes para estudantes de graduação, estudantes matriculados em cursos de Mestrado e Doutorado (sempre que acompanhados de defesa de tese) terão permissão para trabalhar em tempo integral. O site da INZ é sempre a melhor fonte de informação sobre o assunto.

Participar de um doutorado na Nova Zelândia é uma opção muito interessante para toda a família. As taxas para estudos de candidatos internacionais é a mesma que a de residentes, diferentemente de outros países.  Estudantes em cursos  de mestrado e doutorado podem trabalhar um número ilimitado de horas e os esposos/parceiros de doutorandos também recebem uma permissão de trabalho válida por toda a duração do programa. Filhos e dependentes de estudantes matriculados em programas de PhD recebem os mesmos benefícios que crianças neozeolandesas, até o último ano do ensino médio, e têm a possibilidade de estudar sem qualquer custo  nas escolas públicas em todo o país. 

 



Fonte: Redação TN/ Ascom NZDS
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar