acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Parceria

Brasil e Irlanda firmam acordos no Ciência sem Fronteiras

10/10/2012 | 09h27
Brasil e Irlanda firmam acordos no Ciência sem Fronteiras
Dilma Rousseff e o presidente da Irlanda, Michael D. Higgins Dilma Rousseff e o presidente da Irlanda, Michael D. Higgins

 

Em visita ao Brasil, o presidente da Irlanda, Michael Higgins, se encontrou na terça-feira (9) com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para assinatura de acordos relativos ao Programa Ciência sem Fronteiras. O objetivo é a concessão de até 2 mil bolsas de estudo, dentro dos próximos três anos, para brasileiros estudarem ciência, tecnologia, engenharia e matemática em instituições irlandesas de ensino superior.
Em discurso, Mercadante disse que a parceria com o país não foi por acaso. "É preciso reconhecer o alto padrão irlandês na educação. O interesse é levar o Programa Ciência sem Fronteiras para firmar mais uma parceria intensa, garantindo boa formação para os estudantes e pesquisadores brasileiros e, assim, aproximar ainda mais a relação diplomática com a Irlanda".
Higgins defendeu o intercâmbio com pesquisadores brasileiros. "Ciência e tecnologia são áreas que precisam de  investimento independentemente de fronteiras. Além da cooperação econômica, é uma honra participar do processo educacional do Brasil", disse.
Até 2015, a expectativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), junto com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), é que 101 mil brasileiros estudem em universidades de todo o mundo, por meio do Ciência sem Fronteiras.
O presidente irlandês se encontrou com a presidenta Dilma Rousseff para tratar da ampliação de parcerias comerciais e econômicas. Higgins fica no Brasil até quinta-feira (11).

Em visita ao Brasil, o presidente da Irlanda, Michael Higgins, se encontrou na terça-feira (9) com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para assinatura de acordos relativos ao Programa Ciência sem Fronteiras. O objetivo é a concessão de até 2 mil bolsas de estudo, dentro dos próximos três anos, para brasileiros estudarem ciência, tecnologia, engenharia e matemática em instituições irlandesas de ensino superior.


Em discurso, Mercadante disse que a parceria com o país não foi por acaso. "É preciso reconhecer o alto padrão irlandês na educação. O interesse é levar o Programa Ciência sem Fronteiras para firmar mais uma parceria intensa, garantindo boa formação para os estudantes e pesquisadores brasileiros e, assim, aproximar ainda mais a relação diplomática com a Irlanda".


Higgins defendeu o intercâmbio com pesquisadores brasileiros. "Ciência e tecnologia são áreas que precisam de  investimento independentemente de fronteiras. Além da cooperação econômica, é uma honra participar do processo educacional do Brasil", disse.


Até 2015, a expectativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), junto com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), é que 101 mil brasileiros estudem em universidades de todo o mundo, por meio do Ciência sem Fronteiras.


O presidente irlandês se encontrou com a presidenta Dilma Rousseff para tratar da ampliação de parcerias comerciais e econômicas. Higgins fica no Brasil até quinta-feira (11).

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar