acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Mercado

Bolsa abre a semana em baixa, com a queda das commodities

14/11/2006 | 00h00

Ações ON da Petrobras recuam 3,04%; Vale PNA tem baixa de 2,44%.

A Bolsa de Valores de Sâo Paulo começou a semana em queda de 0,28%, aos 40.605,79 pontos. A baixa das commodities (petróleo e metais) no mercado internacional contribuiu para a realização de lucros e afetou o desempenho de papéis com grande peso no Ibovespa, como as ações da Petrobras e da Vale do Rio Doce. O volume de negócios foi de R$ 2,455 bilhões. O Global 40 encerrou a 131,93% do valor de face, em baixa de 0,05%.

O risco País fechou em queda de 0,9%, aos 219 pontos básicos. A queda das commodities afeta diretamente a Bovespa. "As principais empresas da Bolsa estão ligadas às commodities. A desvalorização interfere no desempenho dos papéis. Os outros setores tiveram bom desempenho, mas a queda da Petrobras e da Vale derrubaram o índice", explicou Daniella Marques, analista de renda variável da Mercatto.

As ações preferenciais série A da Vale do Rio Doce caíram 2,44% e as ordinárias recuaram 2,06%. Além do preço das commodities, o desempenho das mineradoras no mercado internacional também contribuiu para o recuo das ações. "O setor está receoso em relação ao crescimento do Japão. Isto fez com que as mineradoras desvalorizassem na Europa. A Vale acompanhou o movimento", disse Daniella.

Forte baixa. Petrobras PN foi a ação mais negociada do Ibovespa e teve queda de 2,75%; a Petrobras ON desvalorizou 3,04%. As ações refletiram o resultado do balanço trimestral apresentando na sexta-feira passada, após o fechamento do mercado. A empresa informou lucro líquido de R$ 7,085 bilhões, abaixo da expectativa do mercado. Analistas esperavam algo em torno de R$ 8 bilhões. Juntas, as ações da Petrobras e da Vale correspondem a quase 30% do peso do índice.

Nesta terça-feira será divulgado PPI nos Estados Unidos (Índice de Preço ao Produtor), na quinta-feira sai o CPI (Índice de Preço ao Consumidor). Segundo Daniella, o feriado na quarta-feira não preocupa os investidores. "Os dados relevantes não serão divulgados no dia do feriado", afirmou. OS destaques de alta do Ibovespa foram Souza Cruz ON, com valorização de 4,67%; Vivo PN, em alta de 3,24%; Perdigão ON, com ganhos de 2,91%.

Os papéis preferenciais da Telemar, que ocupam o quarto lugar em relação a peso no Ibovespa, subiram 2,31%,a R$ 33,20 e ajudaram a reduzir as perdas do índice. Na segunda-feira, a assembléia que votaria a reorganização societária da empresa não teve quórum suficiente para acontecer. O mercado já esperava que isto acontecesse. Agora, aumentam as chances de que a reestruturação não aconteça disse Daniella.

As ações ordinárias da Telemar caíram 0,75%, cotadas a R$ 67,98. Alguns analistas acreditam que investidores tenham comprado ações preferenciais para terem direito de voto na próxima assembléia, que acontecerá no dia 24. Entre as maiores quedas estavam Celesc PNB, com desvalorização de 3,10%; Petrobras ON, com perdas de 3,04% e Transmissão Paulista PN, em baixa de 2,95%.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar