acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás natural

Bolívia terá que investir mais em E&P para atender aumento de demanda de gás

27/03/2006 | 00h00

A Bolívia terá que investir em novas áreas de exploração e produção para atender demanda por grandes volumes, informou Luiz Costamillan, presidente do Grupo BG, que possui investimentos em exploração e produção no país andino e participação no Gasoduto Bolívia-Brasil.

Segundo o executivo, a capacidade de produção do país é de 40 milhões de m³ por dia e a produção efetiva é de 33 milhões de m³ diários, dos quais 26 milhões de m³ são transportados diariamente através do Gasbol.

A companhia participa da licitação da TBG para aumento de oferta de capacidade de transporte do Gasbol, mas Costamillan não quis informar o volume que a BG pretende ampliar sua oferta. De acordo com o executivo essa informação terá que ser divulgada pela TBG, uma vez que transportadora é que terá que cruzar os dados de oferta e demanda e definir qual o volume adicional será transportado e quanto cada empresa poderá contratar.

O executivo, que participou do X Enerj, comentou ainda o interesse da empresa em investir em Gás Natural Liquefeito (GNL), principalmente na região Nordeste do país. De acordo com os cálculos de Costamillan, o investimento necessário para uma planta de regaseificação seria em torno de US$ 300 milhões para a produção de 7 a 10 milhões de m³ por dia. 



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar