acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Boia desconectável do sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 está caminho do Brasil

09/09/2011 | 10h50
Boia desconectável do sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 está caminho do Brasil
Boia desconectável do sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 está ... Boia desconectável do sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 está ...
A boia desconectável que compõe o sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo e gás) da OSX, empresa do Grupo EBX, já saiu de Batam, na Indonésia, e chegará ao Rio de Janeiro em setembro. Ela será utilizada na produção do primeiro óleo da OGX em Waimea, na Bacia de Campos. Trata-se de um equipamento de grande porte, com cerca de 17 metros de altura, equivalente a um prédio de seis andares; 14 metros de diâmetro e mais de 700 toneladas.

A boia será responsável por interligar o OSX-1 ao poço OGX-26, através de linhas flexíveis e umbilicais. O sistema de ancoragem do FPSO OSX-1 é do tipo Turret que adota um sistema desconectável onde o elemento central é a boia de ancoragem. Este sistema, conhecido por STP (Submerged Turret Production), consta de uma boia que recebe as linhas de ancoragem e que é posteriormente acoplada mecanicamente ao FPSO.
 
Em caso de desconexão, a boia é desacoplada da unidade, permanecendo presa ao sistema e liberando o FPSO para navegação. O sistema se completa com dez linhas de ancoragem compostas de amarras e cabos de aço e igual número de estacas metálicas cravadas no solo marinho. As linhas são distribuídas em três conjuntos sendo um composto por quatro unidades e os demais com três unidades.

A previsão de produção nesse poço é de até 20.000 barris de óleo por dia ainda em 2011. As amarras, estacas e cabos de aço do FPSO OSX-1 já estão no país. A instalação prévia desse sistema de ancoragem no Rio de Janeiro permitirá uma rápida conexão da unidade, abreviando o tempo necessário entre a chegada do OSX-1 e o início de sua operação.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar