acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia renovável

BNDES melhora condições de financiamento do Proinfa

23/03/2005 | 00h00
Com as alterações aprovadas pela diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a participação máxima do Banco no financiamento sobre de 70% para 80% dos itens financiáveis, o prazo de amortização também sobre de 10 para 12 anos, com melhores garantias e o Programa se ampliado por mais um ano, até 30 de dezembro de 2006
O Programa de Apoio Financeiro a Investimentos em Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa) dispõe de R$ 5,5 bilhões. No entanto, os 30 projetos que o Banco tem em carteira somam R$ 1,7 bilhão. A maior parcela, R$ 718 milhões de  vai para pequenas centrais hidrelétricas. Em biomassa são investidos outros  R$ 509 milhões e em energia eólica R$ 463 milhões. 
A partir das alterações, não haverá obrigatoriedade de de constituição de garantia real fora do projeto. Além disso, a fiança dos sócios poderá, dependendo do caso, limitar-se ao período de implantação e até que se atinjam os indicadores financeiros pré-estabelecidos.
Permanecem entre as exigências, a critério do BNDES ou do agente financeiro da operação, o  penhor: de ações da beneficiária (SPE); de direitos emergentes da autorização; e de direitos creditórios do Contrato de Compra e Venda de Energia (CCVE), firmado entre Eletrobrás e a
beneficiária.  Também  serão  exigidas:  reserva  de  meios de pagamento; propriedade  fiduciária de máquinas e equipamentos; hipoteca do imóvel onde se instala o empreendimento  financiado; e pacote de seguros, a abranger riscos de engenharia, de performance e de execução.

Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar