acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Nuclear

BNDES libera segunda parcela do financiamento de Angra 3

27/10/2011 | 12h52
O BNDES libera hoje (27) a segunda parcela do financiamento para a construção da Usina Nuclear Angra 3, no valor de R$ 308 milhões. No total, a Eletrobras Eletronuclear já recebeu R$ 508 milhões do banco, que cobrirão gastos previstos na compra de máquinas e equipamentos e na contratação de serviços nacionais até dezembro de 2011. Esse montante representa 8,3% do empréstimo, de R$ 6,1 bilhões. A primeira parcela, no valor de R$ 200 milhões, também foi liberada esse ano, em 24 de junho.

O empreendimento demandará investimentos diretos da ordem de R$ 10 bilhões, sendo que em torno de 75% desses gastos serão efetuados no Brasil. Além dos recursos do BNDES, a empresa receberá R$ 890 milhões da Eletrobras, oriundos do fundo da Reserva Global de Reversão (RGR), cujos saldos devem ser aplicados no próprio setor elétrico. Desse montante, já foram liberados R$ 366 milhões (41,1% do total) em duas parcelas, pagas em janeiro e agosto de 2011.

Já a cobertura dos serviços de engenharia e das aquisições de equipamentos no mercado externo - cerca de 1,3 bilhão de euros - será feita através de financiamento internacional. A Eletrobras escolheu um consórcio de bancos liderado pelo francês Société Générale para financiar essa etapa do empreendimento. O contrato entre ambas as partes deverá ser assinado em novembro.

A construção de Angra 3 aqueceu a indústria nacional em 2011. Até o final do ano, o plano da Eletronuclear é investir R$ 1,4 bilhão. Em 2010, ano de retomada das obras da usina, a empresa injetou R$ 300 milhões no empreendimento.

Angra 3 terá 1.405 megawatts de potência e está prevista para entrar em operação em dezembro de 2015. A Usina será capaz de gerar mais de 10 milhões de MWh anuais, energia suficiente para abastecer as cidades de Brasília e Belo Horizonte durante um ano inteiro.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar