acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desenvolvimento

BNDES e FPTI firmam acordo de cooperação técnica

04/10/2013 | 11h43
BNDES e FPTI firmam acordo de cooperação técnica
Parque Tecnológico Itaipu. Divulgação Parque Tecnológico Itaipu. Divulgação

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) firmaram acordo de cooperação técnica e financeira para promover a inclusão social e o desenvolvimento territorial do Oeste do Paraná.
Assinado pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, pelo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek, e pelo presidente da Fundação, Juan Carlos Sotuyo, o acordo tem vigência de cinco anos e prevê investimentos não reembolsáveis em projetos de interesse das duas instituições.
A primeira operação no âmbito do acordo já foi contratada. Com recursos de até R$ 10,5 milhões do BNDES Fundo Social e contrapartida de, no mínimo, igual valor por parte da FPTI, o projeto contempla a estruturação de empreendimentos produtivos coletivos de baixa renda, tanto urbanos quanto rurais, desenvolvidos na região.
Para garantir o apoio a um número maior de beneficiados, foi definido um limite de R$ 25 mil por cooperado atendido. A Fundação ficará responsável pela identificação das necessidades locais, que resultarão em propostas potenciais para impulsionar o desenvolvimento regional a partir da geração de emprego e renda.
As propostas que forem consideradas viáveis pela FPTI serão encaminhadas ao BNDES para análise do grupo de acompanhamento e aprovação do diretor responsável pela Área Agropecuária e de Inclusão Social (AGRIS).
Com os investimentos previstos, espera-se, além do desenvolvimento territorial da região, promover um ganho de escala na execução de projetos sociais desenvolvidos pela FPTI, bem como elevar a renda dos beneficiários finais.
A próxima operação, que está em estudos, prevê o apoio financeiro à elaboração dos planos de saneamento de municípios do Oeste paranaense. Outra vertente do acordo de cooperação prevê ações de modernização da gestão pública dos municípios.
Também será apoiada a instalação do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu. O objetivo é promover a cultura local e gerar renda para os artesãos e agricultores familiares da região.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) firmaram acordo de cooperação técnica e financeira para promover a inclusão social e o desenvolvimento territorial do Oeste do Paraná.

Assinado pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, pelo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek, e pelo presidente da Fundação, Juan Carlos Sotuyo, o acordo tem vigência de cinco anos e prevê investimentos não reembolsáveis em projetos de interesse das duas instituições.

A primeira operação no âmbito do acordo já foi contratada. Com recursos de até R$ 10,5 milhões do BNDES Fundo Social e contrapartida de, no mínimo, igual valor por parte da FPTI, o projeto contempla a estruturação de empreendimentos produtivos coletivos de baixa renda, tanto urbanos quanto rurais, desenvolvidos na região.

Para garantir o apoio a um número maior de beneficiados, foi definido um limite de R$ 25 mil por cooperado atendido. A Fundação ficará responsável pela identificação das necessidades locais, que resultarão em propostas potenciais para impulsionar o desenvolvimento regional a partir da geração de emprego e renda.

As propostas que forem consideradas viáveis pela FPTI serão encaminhadas ao BNDES para análise do grupo de acompanhamento e aprovação do diretor responsável pela Área Agropecuária e de Inclusão Social (AGRIS).

Com os investimentos previstos, espera-se, além do desenvolvimento territorial da região, promover um ganho de escala na execução de projetos sociais desenvolvidos pela FPTI, bem como elevar a renda dos beneficiários finais.

A próxima operação, que está em estudos, prevê o apoio financeiro à elaboração dos planos de saneamento de municípios do Oeste paranaense. Outra vertente do acordo de cooperação prevê ações de modernização da gestão pública dos municípios.

Também será apoiada a instalação do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu. O objetivo é promover a cultura local e gerar renda para os artesãos e agricultores familiares da região.



Fonte: Ascom BNDES
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar