acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

BNDES diz que precisará de mais recursos para emprestar

15/08/2013 | 09h59

 

BNDES diz que precisará de mais recursos para emprestar
DO RIO - O desempenho acima do esperado no primeiro semestre somado à redução de oferta de crédito  dos bancos privados vão obrigar o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e  Social) a conseguir mais recursos para emprestar no restante do ano, informou o presidente  da instituição financeira, Luciano Coutinho.
Até setembro, o banco está "tranquilo", afirmou o executivo, que conversa com o Ministério  da Fazenda sobre a fonte que será utilizada.
"A janela externa não está favorável. Estamos olhando a composição de fontes", disse,  admitindo que os recursos poderão vir do Tesouro Nacional.
Os desembolsos do banco bateram recorde para um primeiro semestre, atingindo R$ 88,3  bilhões, impulsionados pelo segundo trimestre, quando foram liberados R$ 51,1 bilhões.
A indústria voltou a liderar o ranking de financiamentos, com alta de 93% em relação ao  primeiro semestre de 2012. 

O desempenho acima do esperado no primeiro semestre somado à redução de oferta de crédito dos bancos privados vão obrigar o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e  Social) a conseguir mais recursos para emprestar no restante do ano, informou o presidente  da instituição financeira, Luciano Coutinho.


Até setembro, o banco está "tranquilo", afirmou o executivo, que conversa com o Ministério  da Fazenda sobre a fonte que será utilizada.


"A janela externa não está favorável. Estamos olhando a composição de fontes", disse,  admitindo que os recursos poderão vir do Tesouro Nacional.


Os desembolsos do banco bateram recorde para um primeiro semestre, atingindo R$ 88,3  bilhões, impulsionados pelo segundo trimestre, quando foram liberados R$ 51,1 bilhões.


A indústria voltou a liderar o ranking de financiamentos, com alta de 93% em relação ao  primeiro semestre de 2012. 



Fonte: Folha de S.Paulo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar