acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Financiamento

BNDES disponibiliza US$ 144 milhões à WEG

20/05/2005 | 00h00

Financiamento será liberado pelo banco de fomento para produção destinada às exportações.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento a WEG de até US$ 144 milhões (R$ 354 milhões), destinado à produção de motores elétricos e outros equipamentos fabricados para a exportação.
O banco liberou a linha de crédito com a possibilidade de a indústria metal-mecânica poder contratá-la, ao longo de até 15 meses da data da aprovação. Ou seja, o BNDES já aprovou o financiamento total, mas a empresa terá a flexibilidade de sacar as parcelas à medida que receber confirmações de suas vendas externas, ao longo do período de 15 meses. Desta forma, os prazos de embarque e amortização atenderão às normas definidas na linha.
O grupo WEG, maior fabricante de motores elétricos da América Latina, registrou um lucro líquido de R$ 98,7 milhões no primeiro trimestre de 2005, um resultado 3% superior ao obtido no mesmo período do ano passado. Os projetos de internacionalização do grupo visam um aumento da sua participação no mercado externo e contemplaram investimentos totais de US$ 96,6 milhões, entre os anos de 2002 e 2004.
No ano passado, a empresa exportou US$ 243,8 milhões, o que representou um aumento de 41% em relação a 2003. A Argentina, os Estados Unidos e o México responderam por 37,6% do valor total das vendas externas em 2004. A WEG também exporta para a Europa e países da América do Sul, como Chile e Venezuela. A produção de motores elétricos e demais equipamentos, objeto do atual financiamento, será vendida para os países com os quais a WEG já mantém relações comerciais.
Este ano, até abril, o BNDES desembolsou US$ 1,3 bilhão para fomentar as exportações. O setor de material de transportes foi responsável pela maior demanda por crédito, somando US$ 991 milhões, o que representou uma expansão de 14% em relação ao primeiro quadrimestre de 2004.



Fonte: Jornal de Santa Cata
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar