acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria naval

BNDES aprova financiamento para rebocador em Manaus

20/04/2005 | 00h00

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de US$ 1,5 milhão para a Ocidental Transportes e Navegação Ltda, destinado à construção de um rebocardor portuário. Os recursos são provenidentes do Fundo de Marinha Mercante (FMM) e o valor corresponde a 75% do total da embarcação, que será construída no Estaleiro Rio Negro (Erin), em Manaus (AM). 
Como o novo rebocador, a Ocidental praticamente dobrará sua capacidade operacional no porto de Manaus, onde a empresa utiliza uma forta afretada de dois rebocadores com 29 anos de construção. O objetivo da empresa é construir uma frota própria, para conquistar a independência nas opções de afretamento e atualizar-se tecnologicamente.
A Petrobras é o principal cliente da Ocidental, que presta serviços de atracação e desatracação de navios na Reman. Além da estatal, a empresa presta serviços para a Docenave, Expresso mercantil e Aliança.
Com o novo rebocador, a Ocidental praticamente dobrará sua capacidade operacional. A  empresa utiliza uma frota afretada de dois rebocadores com 29 anos de construção e atende a seus principais clientes através de parcerias, dentre as quais se destacam a Petrobras, Docenave, Expresso Mercantil e Aliança. A companhia quer construir uma frota própria de rebocadores que garanta independência do afretamento e a atualização tecnológica.
Do ponto de vista ambiental, não há restrições ao projeto. A liberação  dos recursos do BNDES está condicionada à apresentação por parte da Ocidental da Licença de Operação do Erin, oficialmente publicada pelo órgão ambiental competente.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar