acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria naval

BNDES aprova financiamento de US$ 34,5 milhões para estaleiro Promar

30/08/2005 | 00h00

A  diretoria  do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  (BNDES) aprovou financiamento de US$ 34,5 milhões para o estaleiro Promar I Reparo Navais Ltda, destinado a cobrir parte dos custos da construção de uma embarcação de apoio marítimo. Os recursos são provenientes do Fundo de Marinha Mercante e permitirão que o Promar, localizado em Niterói, no Estado do Rio de Janeiro, possa atender ao contrato firmado com a Skannor Offshore, empresa norueguesa que encomendou a embarcação de 2.550 toneladas de  porte bruto (TPB) para apoio às plataformas de exploração e produção de petróleo no Brasil.
O investimento  total será de US$ 46,49 milhões e o crédito aprovado pelo Banco corresponde a 82,6%  desse  valor.  A entrega está prevista para setembro de 2006. Segundo analisa o Banco, além da manutenção de 300 postos de trabalho durante o período de construção, o financiamento do Banco ao  projeto contribuirá para a revitalização do setor naval e para o desenvolvimento e capacitação tecnológica do parque nacional de estaleiros.
O BNDES informa, ainda, que este ano, já aprovou créditos para o setor de US$ 112,6 milhões,  parte  de  investimentos  totais de US$ 125,8 milhões realizados pelas  empresas. As operações aprovadas pelo Banco para este segmento até junho de 2005 já superaram todo montante contratado em 2004, de US$ 64 milhões. Atualmente, o BNDES está analisando outros três projetos para a construção  de embarcações de apoio marítimo, que somarão financiamentos de US$ 219,6 milhões e investimentos de US$ 260,3 milhões. A carteira do BNDES para o setor,  desde 2000,  totalizam investimentos de US$ 932,4 milhões, com financiamentos do Banco de US$ 798,3 milhões.
O Promar I foi constituído com capital nacional em março de 1996 e hoje  é  líder  na construção de embarcações offshore em geral. Em julho de 2001, a empresa norueguesa Aker Brattvaag AS, primeira no ranking mundial em  fornecimento  de  navios  de apoio marítimo, adquiriu 51% do capital do estaleiro brasileiro, que se especializou na construção de embarcações de apoio  offshore, além de operar nos segmentos de conversão, modernização e reparos navais.
As expectativas para o mercado de serviços das atividades de produção offshore de petróleo são promissoras, em função dos recordes sucessivos obtidos pela Petrobras de exploração e produção de petróleo em águas profundas. Em função disso, a previsão é de investimentos no setor naval de cerca de US$ 5 bilhões por ano, nos próximos anos, na renovação e ampliação da frota da Petrobras, além da aquisição de plataformas.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar