acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Eólica

Bionergy e Proventos iniciam elaboração do atlas eólico paulista

17/10/2008 | 14h16

A Bioenergy, empresa nacional de geração de energia a partir de fontes renováveis, em consórcio com a Proventos, consultoria especializada em estudos de medição de ventos, irão realizar um projeto inédito de elaboração do primeiro Atlas Eólico do Estado de São Paulo, que buscará identificar áreas com potencial de geração elétrica através da força dos ventos.

 

A decisão do governo paulista, de dar esta tarefa de extrema responsabilidade para a Bioenergy, foi tomada após realização de licitação promovida pela EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), ligada à Secretaria de Saneamento e Energia do Estado.

 

O diferencial da metodologia e da tecnologia que serão utilizadas pela Bioenergy / Proventos foi decisivo para a escolha do consórcio. As duas empresas utilizarão toda a experiência acumulada na implementação de empreendimentos eólicos em território nacional.

 

A Bioenergy, uma das pioneiras na geração eólica no Brasil, atualmente, é responsável por novos projetos eólicos que somam mais de 500 MW a serem instalados em áreas do Rio Grande do Norte e Maranhão.

 

A companhia já estruturou 11 parques eólicos na Paraíba dentro das diretrizes do Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas), mesmo programa no qual a Proventos certificou a medição de ventos em 36 usinas eólicas, muitas delas em trabalhos conjuntos com a Bioenergy, cuja parceria permanece sólida.

 

“Nosso objetivo é descobrir e informar ao governo os pontos dentro do Estado de São Paulo que podem ser aproveitados para geração de energia eólica, através de um estudo georeferenciado”, afirma o presidente Sergio Marques.

 

Supercomputadores e programas avançados

 

Para a elaboração do Atlas Eólico Paulista, o consórcio se apoiará no que há de mais avançado em termos de software de simulação atmosférica e equipamentos de ponta. O acesso a esses softwares será garantido por uma parceria com uma empresa européia.

 

Serão utilizados programas sofisticados, que rodam em supercomputadores, similares aos usados pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) para a previsão do tempo. Simulações computacionais da atmosfera determinarão as médias históricas dos regimes climáticos de qualquer região do Estado, incluindo a incidência de ventos, o que permite calcular o potencial eólico de grandes áreas com muita rapidez e confiabilidade.

 

“Através desta parceria internacional teremos acesso a ferramentas e dados fundamentais para a elaboração do Atlas Eólico do Estado de São Paulo, além de consolidarmos conhecimentos altamente especializados em nossa empresa”, afirma o Dr. Alexandre de Lemos Pereira, da Proventos.

 

Os estudos do consórcio serão tão minuciosos que, além dos dados atmosféricos, os especialistas envolvidos no projeto analisarão imagens de alta resolução obtidas de satélites para determinar a topografia e a rugosidade do solo de todo o Estado, características que também influenciam diretamente no regime de ventos. 

 

Para referendar os resultados obtidos por meio das simulações atmosféricas, o consórcio instalará sete torres anemométricas de até 100 metros de altura, em pontos estratégicos de São Paulo, para captar as características eólicas com grande precisão por, no mínimo, 1 ano. 

 

A conclusão do trabalho e publicação do Atlas Eólico deverá ocorrer em setembro de 2010. “Com essa tecnologia, teremos condições de descobrir jazidas de ventos que até agora não era possível detectar, contribuindo para o desenvolvimento da energia eólica no País”, conclui o presidente da Bioenergy.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar