acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia Eólica

Bioenergy gera 40.578 MWh e já supera montante contratado em 2012

28/11/2012 | 13h35

 

O Parque Eólico Aratuá I da Bioenergy, uma das empresas pioneiras em energia limpa no Brasil, acaba de completar a geração de 40.578 megawatts/hora (MWh) nos primeiros sete meses de operação, uma performance 8,33% superior ao total contratado para o período. O início de operação comercial da planta foi no dia 31 de janeiro de 2012, no Rio Grande do Norte. Em relação à certificação P50, a geração acumulada está 10% acima do previsto. Os dados oficiais são do SCDE, sistema da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).
 
O Parque Eólico Miassaba II, o primeiro contratado no Ambiente de Comercialização Livre (ACL) do Brasil, localizado na cidade de Guamaré, no Rio Grande do Norte, também apresenta excelente desempenho. De janeiro a outubro, está com uma produção 12% acima da certificação P50 emitida pela Inova e 45% acima do valor certificado pela DNV – P95.
 
“Nos dois parques, a partir de junho, todas as máquinas passaram a operar com disponibilidade média acima de 97%, algo excepcional”, explica Sérgio Marques, presidente da Bioenergy. As plantas Miassaba II e Aratuá I somam 28,8 MW instalados e contam com as primeiras 18 turbinas da GE na America Latina. “Acompanhamos em tempo real a produção dos parques, o que nos permite aferir como nossos projetos têm ótima qualidade de desempenho”, complementa.

O Parque Eólico Aratuá I da Bioenergy, uma das empresas pioneiras em energia limpa no Brasil, acaba de completar a geração de 40.578 megawatts/hora (MWh) nos primeiros sete meses de operação, uma performance 8,33% superior ao total contratado para o período. O início de operação comercial da planta foi no dia 31 de janeiro de 2012, no Rio Grande do Norte. Em relação à certificação P50, a geração acumulada está 10% acima do previsto. Os dados oficiais são do SCDE, sistema da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). 

 

O Parque Eólico Miassaba II, o primeiro contratado no Ambiente de Comercialização Livre (ACL) do Brasil, localizado na cidade de Guamaré, no Rio Grande do Norte, também apresenta excelente desempenho. De janeiro a outubro, está com uma produção 12% acima da certificação P50 emitida pela Inova e 45% acima do valor certificado pela DNV – P95. “Nos dois parques, a partir de junho, todas as máquinas passaram a operar com disponibilidade média acima de 97%, algo excepcional”, explica Sérgio Marques, presidente da Bioenergy. As plantas Miassaba II e Aratuá I somam 28,8 MW instalados e contam com as primeiras 18 turbinas da GE na America Latina. “Acompanhamos em tempo real a produção dos parques, o que nos permite aferir como nossos projetos têm ótima qualidade de desempenho”, complementa.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar