acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Biocombustíveis

Biodiesel chegará a todos os postos da BR em julho

05/02/2007 | 00h00

Embora admita atrasos na produção de biodiesel, a presidente da BR Distribuidora, Maria das Graças Foster, garantiu que não haverá falta do biocombustível para atender as metas da companhia. A BR quer disponibilizar biodiesel em todos os seus postos até julho de 2007.

Segundo a executiva, os atrasos dos produtores dos quais foi comprado o biodiesel nos leilões da Agência Nacional do Petróleo (ANP) são decorrentes de problemas de documentação. "São atrasos pequenos, administrativos", disse Maria das Graças, que garantiu: "quando precisarmos do biodiesel efetivamente, ele vai estar disponível".

Ela admite, no entanto, haver falta de especificação química no biodiesel fornecido pela Soy Minas. "Se está fora da especificação, nós nem recolhemos o produto", adverte. A Brasil Ecodiesel também sofreu atrasos na produção em Crateus, inaugurada recentemente. "Mas sabemos que agora vem com plena capacidade", comenta.

Maria das Graças destaca que o mercado de biodiesel é muito recente e que as empresas que passaram a produzir o combustível são oriundas de outras atividades e há uma fase de aprendizado nesse processo.

A BR Distribuidora está investindo US$ 30 milhões em biodiesel desde 2006 e até meados de 2007. O investimento contempla, principalmente, a adapatação das bases logísticas para a distribuição do biodiesel. Atualmente, das 66 bases de distribuição da BR, 48 são adaptadas para a distribuição de biodiesel e a meta é que a adapação se estenda a todas as unidades até junho de 2007.

A presidente da BR informou sobre a evolução do setor desde o ano passado. Segundo Maria das Graças, de janeiro a junho de 2006, havia três produtores de biodiesel, comercializando 9.676 m³ de biodiesel e com distribuição em 10 estados brasileiros e no Distrito Fededral. Em dezembro de 2006, já havia oito produtores e a comercialização era de 44.490 m³ em escala nacional. Hoje há nove produtores e outros 12 estão prestes a receber a autorização de produção.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar