acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

BG Brasil e Senai inauguram supermáquina que apoiará desenvolvimento do pré-sal

27/05/2015 | 16h52
BG Brasil e Senai inauguram supermáquina que apoiará desenvolvimento do pré-sal
Divulgação Divulgação

A BG Brasil e Senai CIMATEC inauguram nesta quarta-feira (27/5) o supercomputador mais rápido da América Latina no Centro de Supercomputação para Inovação Industrial do Senai CIMATEC, em Salvador (BA). Idealizada pela companhia de óleo e gás, em parceria com o Senai/Fieb, a super máquina é capaz de processar mais de 400 trilhões de operações por segundo (TFlops) e integra um programa de P&D em geofísica, com investimento total de até R$ 60 milhões.

Batizado de CIMATEC Yemoja (Iemanjá em iorubá), o supercomputador é parte de uma iniciativa revolucionária em processamento de dados sísmicos. Neste projeto, também está sendo inaugurado um centro de excelência de nível internacional em computação.

“A complexidade dos campos do pré-sal nos impulsiona a buscar soluções cada vez mais inovadoras. O supercomputador é, definitivamente, parte desse esforço e nos auxiliará nas atividades da indústria de óleo e gás. Nosso objetivo é produzir inovação no Brasil, fomentando conteúdo local de base tecnológica, globalmente competitivo”, ressalta o CEO BG América do Sul, Nelson Silva.

O projeto dará prioridade ao estudo e otimização da tecnologia chamada Full Waveform Inversion (FWI) para o processamento de dados sísmicos 3D e 4D de dimensões industriais. A iniciativa será conduzida pelo consórcio International Inversion Initiative, liderado pela BG Brasil. Serão colaboradores nas pesquisas a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), além da Universidade de British Columbia (Canadá) e o Imperial College London (Inglaterra), as duas últimas referências mundiais em FWI.

“Este projeto ilustra o ambiente de inovação no Brasil, que estimula parcerias em pesquisas de relevância global. O supercomputador é uma infraestrutura estratégica que permitirá à BG e grupos de pesquisa de ponta resolverem grandes desafios da indústria relacionados a imageamento de reservatório e processamento de dados. Isso tem sido possível através do investimento da Cláusula de P&D da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e de investimentos dos governos estadual e federal”, acrescenta Richard Moore, CTO do BG Group.

O CIMATEC Yemoja utiliza processadores Intel Xeon e Xeon Phi™ e o sistema SGI® ICE X™. De acordo com o Diretor Regional do SENAI Bahia, Leone Peter Andrade, a utilização de softwares de modelagem computacional demanda conhecimento especializado e muito tempo de desenvolvimento. “O Centro de Supercomputação, com sua capacidade de escala, adquirirá os principais softwares e ofertará às empresas soluções adequadas as suas necessidades tecnológicas”, avalia.



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar