acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Belo Monte

Leilão de linha de transmissão deve ocorrer no primeiro trimestre de 2014

07/10/2013 | 14h02
Leilão de linha de transmissão deve ocorrer no primeiro trimestre de 2014
Depositphotos Depositphotos

 

O leilão para a implantação das linhas de transmissão que vão conectar a Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará, ao Sistema Interligado Nacional (SIN) deverá ser feito no primeiro trimestre de 2014. A informação foi divulgada hoje (7) pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquim, durante o seminário Desafios da Energia no Brasil, promovido pelo Grupo de Economia da Energia (GEE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
“A ideia é que dê tempo para entrar [em operação], em janeiro de 2018. Acredito que [o leilão] vá ser logo no início do primeiro trimestre. É um leilão grande, então os concorrentes têm que se organizar. Mas será em tempo hábil para construir a linha”, disse Tolmasquim.
A linha, de 800 quilovolts (KV), ligará as subestações do Xingu (PA) e Estreito (MG), em um trajeto de 2.140 quilômetros, que cortará os estados do Pará, do Tocantins, de Goiás e de Minas Gerais. Belo Monte, que está sendo construída no Rio Xingu, será a terceira maior usina do mundo, com capacidade para gerar até 11.233 megawatts (MW).

O leilão para a implantação das linhas de transmissão que vão conectar a Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará, ao Sistema Interligado Nacional (SIN) deverá ser feito no primeiro trimestre de 2014. A informação foi divulgada hoje (7) pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquim, durante o seminário Desafios da Energia no Brasil, promovido pelo Grupo de Economia da Energia (GEE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“A ideia é que dê tempo para entrar [em operação], em janeiro de 2018. Acredito que [o leilão] vá ser logo no início do primeiro trimestre. É um leilão grande, então os concorrentes têm que se organizar. Mas será em tempo hábil para construir a linha”, disse Tolmasquim.

A linha, de 800 quilovolts (KV), ligará as subestações do Xingu (PA) e Estreito (MG), em um trajeto de 2.140 quilômetros, que cortará os estados do Pará, do Tocantins, de Goiás e de Minas Gerais. Belo Monte, que está sendo construída no Rio Xingu, será a terceira maior usina do mundo, com capacidade para gerar até 11.233 megawatts (MW).



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar