Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Bayer Material Science vai investir R$20 milhões na planta do Rio

20/09/2011 | 12h56

A fabrica de Belford Roxo (RJ) da Bayer Material Science, empresa do grupo Bayer, vai receber investimentos de R$20 milhões em modernização e infraestrutura ainda esse ano. O anúncio foi feito pelo CEO da Bayer Material Science, Patrick Thomas, e o presidente de empresa para a América Latina, Ulrich Ostertag, em coletiva realizada no parque fabril fluminense,  o maior da corporação na América Latina. Esses recursos representam em torno de 12% dos investimentos totais do grupo no país esse ano, que é de R$ 170 milhões.

Com 550 funcionários no país e uma receita de R$ 565 milhões em 2010, o equivalente a 14% dos negócios do Grupo Bayer no mercado brasileiro, a Bayer MaterialScience, especializada em polímeros de alta performance, fornece matérias-primas para diversos segmentos da indústria: automotiva, aeronáutica, construção civil e energia, entre outras.  De acordo com os dois executivos, o Brasil é o quinto mercado mundial para a divisão Material Science.

Líder no mercado brasileiro em poliuretanos rígidos e de especialidades e no segmento de policarbonatos, a Bayer MaterialScience também se destaca no Brasil por ter no País a única fábrica da América Latina de MDI, um dos componentes para formulação do poliuretano, no parque fluminense.

A indústria de energia é um dos setores considerados estratégico pela empresa, que vem desenvolvendo soluções inovadoras  com múltiplas aplicações, inclusive no segmento de geração eólica. "A tecnologia para a indústria eólica está evoluindo muito rápido e temos que acompanhar essa evolução de perto", afirmou Patrick Thomas. Soluções inovadores da Bayer MaterialScience poderão, por exemplo, tornar mais leves as pás das turbinas eólicas, aumentando a eficiência energética dessas plantas de geração.

O CEO da Bayer Material Science falou também sobre a experiência da empresa no desenvolvimento das 12 mil celulassolares que foram colocadas em um avião que fez diversas viagens, com um tripulante, utilizando a energia do sol. "Investimos em novos materiais para o consumo cada vez menor de energia e, assim, também ajudamos na diminuição das emissões de CO² na atmosfera", disse.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar