acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Barril para julho recua 1,07%, para US$ 40,70

27/05/2004 | 00h00

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda, com a constatação de que os estoques americanos da commodity não cresceram conforme se esperava. Os estoques de gasolina comercial caíram na semana passada, ampliando ainda mais a diferença dos níveis atuais em relação à média de cinco anos, pouco antes do feriado do Memorial Day, que dá início à temporada de pico de consumo de combustível nos EUA. O fato de os preços estarem em níveis bastante elevados e do mercado estar carregado também evitou apreciação maior da commodity; e na ausência de ofertas de compra, os contratos começaram a recuar, disse um trader. "O mercado está muito volátil porque todos tomaram uma posição", observou.
O contrato para julho do petróleo cru teve baixa de US$ 0,44 (1,07%) e fechou em US$ 40,70 o barril, dando sequência à queda de ontem. No entanto, a desaceleração dos dois últimos dias não zerou a alta de segunda-feira, quando o contrato fechou em nível histórico de elevação, a US$ 41,72 o barril. O contrato de gasolina de junho, que vence sexta-feira, subiu US$ 0,27 e fechou em US$ 1,4192 o galão. Em Londres, o contrato de julho do brent caiu US$ 0,36 (0,96%), a US$ 37,08 o barril.
O Departamento de Energia (DOE) informou que os níveis dos estoques comerciais de petróleo cru nos Estados Unidos ficaram inalterados em 298,9 milhões de barris na semana passada. A importação de petróleo cru cresceu 554 mil barris/dia, para 10,493 milhões de barris/dia. Os estoques de gasolina encolheram em 700 mil barris, para 203 milhões de barris na semana passada, enquanto os estoques de destilados - que inclui o diesel e o óleo para aquecimento - encolheram 500 mil barris, para 108,7 milhões de barris na semana passada. A taxa de ocupação das refinarias estavam em 94,6% na semana passada, de 95,3% na semana anterior.
Já segundo os dados do American Petroleum Institute (API), os estoques comerciais americanos de petróleo cru cresceram 764 mil barris, para 299,870 milhões de barris na semana passada.
Esse aumento reflete um aumento nas importações de petróleo cru de 213 mil barris/dia, para 10,527 milhões de barris/dia na semana passada.
Segundo o API, os estoques de gasolina cresceram em 1,650 milhão de barris, para 197,916 milhões de barris na semana passada, enquanto os estoques de destilados encolheram em 666 mil barris.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar