acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
OSX

Auditor não teve acesso a plano sobre viabilidade de estaleiro

17/04/2014 | 11h38

 

A Ernst & Young informou que não teve acesso a documentos que mostram a viabilidade da recuperação do estaleiro do Açu, que está sendo construído pela OSX. A informação consta no parecer de auditoria do balanço de 2013 da empresa de construção naval da empresa de Eike Batista, apresentado na noite de quarta-feira.
“Não nos foram apresentadas as documentações que dão suporte ao [...] plano de negócios que sustenta a recuperação da unidade de construção naval por seus fluxos de caixa”, informou a firma de auditoria no documento. A Ernst & Young deu um parecer com “abstenção de opinião”, jargão que significa que não é possível garantir que os valores apresentados estejam corretos.
A auditoria ressaltou ainda que, como o plano de recuperação judicial da OSX ainda não foi apresentado e aprovado pelos credores, não é possível saber se os números deveriam ser apresentados com base na continuidade normal dos negócios ou no valor de liquidação de seus ativos.
A OSX encerrou 2013 com prejuízo de R$ 2,4 bilhões, ocasionado sobretudo por baixa de ativos. Ao fim do ano passado, a empresa tinha apenas R$ 164 milhões em caixa, contra dívidas de curto prazo de mais de R$ 4 bilhões.

A Ernst & Young informou que não teve acesso a documentos que mostram a viabilidade da recuperação do estaleiro do Açu, que está sendo construído pela OSX. A informação consta no parecer de auditoria do balanço de 2013 da empresa de construção naval da empresa de Eike Batista, apresentado na noite de quarta-feira.

“Não nos foram apresentadas as documentações que dão suporte ao [...] plano de negócios que sustenta a recuperação da unidade de construção naval por seus fluxos de caixa”, informou a firma de auditoria no documento. A Ernst & Young deu um parecer com “abstenção de opinião”, jargão que significa que não é possível garantir que os valores apresentados estejam corretos.

A auditoria ressaltou ainda que, como o plano de recuperação judicial da OSX ainda não foi apresentado e aprovado pelos credores, não é possível saber se os números deveriam ser apresentados com base na continuidade normal dos negócios ou no valor de liquidação de seus ativos.

A OSX encerrou 2013 com prejuízo de R$ 2,4 bilhões, ocasionado sobretudo por baixa de ativos. Ao fim do ano passado, a empresa tinha apenas R$ 164 milhões em caixa, contra dívidas de curto prazo de mais de R$ 4 bilhões.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar