acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Infra-estrutura

Assinado Protocolo para o Anel Rodoviário de Caxias

02/08/2005 | 00h00

O Protocolo de Intenções para a Implementação do Anel Rodoviário de Duque de Caxias (RJ) foi assinado nesta segunda-feira (01/08). Através do Protocolo, o governo do Rio, a prefeitura de Caxias e as empresas instaladas em Campos Elíseos vão investir R$ 80 milhões para a construção e reurbanização viária de ruas e avenidas em um extensão de 26km. As empresas participarão com R$ 40 milhões e os governos, estadual e municipal, investirão os outros R$ 40 milhões.
O Anel Rodoviário servirá de alternativa planejada de logística para o escoamento ágil e seguro da produção do Pólo Gás-Químico e das diversas empresas situadas no seu entorno, como a Refinaria Duque de Caxias (Reduc). O projeto irá integra-se a outro de grande importância para o Estado: a construção do Arco Rodoviário Metropolitano, que dará acesso direto às rodovias BR-116 (Presidente Dutra), BR-101 (Rio-Santos) e ao porto de Sepetiba.
Participaram da cerimônia de assinatura do convênio a governadora Rosinha Matheus, o secretário estadual de Energia, Indústria Naval e do Petróleo, Wagner Victer, o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, além dos dirigentes das empresas da região. O evento foi realizado na sede da Associação Industrial de Campos Elíseos (Assecampe).
No mesmo ato, a governadora assinou o Programa de Incentivos para Ampliação do Pólo Gás-Químico, inaugurado recentemente. A medida visa fomentar investimentos de US$ 10 milhões que ampliarão a capacidade de produção do Pólo, que passará das 515 mil toneladas anuais de polietilenos - matéria-prima básica para a indústria de transformação de plásticos - para 700 mil toneladas por ano.
A governadora destacou que "por conta do Pólo Gás-Químico, que teve sua implantação garantida através do Governo do Estado, diversas empresas transformadoras de plástico estão procurando a Secretaria de Energia, Indústria Naval e Petróleo para inscrever-se nos programas de incentivos fiscais para que possam instalar-se na região. Já temos 8 empresas em implantação, 60 empresas inscritas, das quais 12 terão os incentivos concedidos em breve", afirmou.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar