acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Argentina eleva imposto sobre exportação de biodiesel

10/08/2012 | 12h27

 

A Argentina elevou o imposto sobre exportação de biodiesel para 32%, contra 20% anteriormente, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial do país nesta sexta-feira (10).
O país sul-americano, que usa soja para produção do biocombustível, é o maior exportador global de biodiesel. Também é o principal fornecedor global de óleo e farelo de soja.
A União Europeia é o maior mercado para o biodiesel da Argentina, que exportou quase 900 mil toneladas do biocombustível no primeiro semestre de 2012, o equivalente a US$ 1,03 bilhão, de acordo com dados da indústria.
"Não há demanda local suficiente para absorver todo o biodiesel que é exportado", disse uma fonte da indústria à "Reuters". "Acho que no fim isso vai acabar matando a indústria".
A alta na taxa começará a partir de sábado (11), segundo o decreto.
Os produtores de biocombustíveis tinham esperanças de que o governo argentino elevaria a mistura de biodiesel no diesel para 10%, ante 7% atualmente, para aumentar a demanda doméstica.
O governo de centro-esquerda taxa pesadamente as exportações de soja, milho e trigo, gerando reclamações dos agricultores.

A Argentina elevou o imposto sobre exportação de biodiesel para 32%, contra 20% anteriormente, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial do país nesta sexta-feira (10).


O país sul-americano, que usa soja para produção do biocombustível, é o maior exportador global de biodiesel. Também é o principal fornecedor global de óleo e farelo de soja.


A União Europeia é o maior mercado para o biodiesel da Argentina, que exportou quase 900 mil toneladas do biocombustível no primeiro semestre de 2012, o equivalente a US$ 1,03 bilhão, de acordo com dados da indústria.


"Não há demanda local suficiente para absorver todo o biodiesel que é exportado", disse uma fonte da indústria à "Reuters". "Acho que no fim isso vai acabar matando a indústria".


A alta na taxa começará a partir de sábado (11), segundo o decreto.


Os produtores de biocombustíveis tinham esperanças de que o governo argentino elevaria a mistura de biodiesel no diesel para 10%, ante 7% atualmente, para aumentar a demanda doméstica.


O governo de centro-esquerda taxa pesadamente as exportações de soja, milho e trigo, gerando reclamações dos agricultores.

 



Fonte: Agência Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar