acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Plataforma

Aprovado financiamento para a P-51

05/12/2005 | 00h00

A Petrobras assina, nesta segunda-feira (05/12), o contrato de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de US$ 402 milhões. O empréstimo será feito à subsidiária Petrobras Netherlands (B.V) e será destinado a financiar todo o conteúdo nacional da plataforma.

O projeto de cnstrução da P-51 prevê um conteúdo nacional mínimo global, que inclui bens e serviços, de 60%. Segundo informa a Petrobras, os contratos de construção da plataforma somam aproximadamente US$ 810 milhões. Os três constratos são: Engenharia, Suprimento  e Construção, com o consórcio Fels Setal/Technip; Construção e Montagem dos motocompressores com a Nuovo Pignone; e Construção e Montagem dos turbogeradores com a Rolls Royce.

O financiamento do BNDES é a principal fonte de recursos para a construção da P-51. Em paralelo,  existem outras linhas de crédito já assinadas com o Banco BNP Paribas, garantidas por agências de crédito à exportação européias, e com o Nordic Investment Bank, para o financiamento de equipamentos importados  da plataforma. O BNP Paribas também será o banco mandatário do financiamento do BNDES.

A P-51, destinada ao campo de Marlim  Sul, na Bacia de Campos, será uma das plataformas de maior capacidade de processamento da Companhia, com 180 mil barris diários de petróleo. O início de operação está previsto para 2008, uma vez que a construção deverá estar concluída até quarto trimestre de 2007.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar