acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Após questionamento da CVM, Manguinhos marca nova data para assembleia

08/09/2011 | 16h07
A Refinaria de Petróleo de Manguinhos convocou hoje (8) seus acionistas para avaliarem uma proposta de aumento de capital da companhia em assembleia marcada para o próximo dia 23. A assembleia deveria ter acontecido na sexta-feira passada (2), mas acabou sendo cancelada após questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Pela proposta anterior, o aumento de capital - no valor de R$ 24,6 milhões - seria feito por meio da emissão de novas ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN), ao preço único de R$ 0,66 por papel. O fato de a companhia ter proposto um preço único para as duas classes de ações chamou a atenção da autarquia, já que os papéis são negociados a preços diferentes no mercado.

No fechamento de terça-feira (6), por exemplo, as ações ordinárias da companhia eram negociadas a R$ 0,87, enquanto as preferenciais valiam R$ 0,65.

A companhia foi questionada e chegou a explicar as razões por ter proposto aos acionistas o mesmo preço para diferentes classes de ações, mas a CVM não considerou razoável a fixação do preço único. Procurada pelo Valor, a Manguinhos não informou o motivo de ter sugerido o valor de emissão de R$ 0,66 tanto para ONs quanto para PNs.

Agora, a convocação na nova assembleia geral extraordinária, marcada para 23 de setembro, traz uma nova precificação para a emissão dos papéis: R$ 0,88 para ações ordinárias e R$ R$ 0,58 para preferenciais. A operação para aumento de capital continua totalizando R$ 24,6 milhões.


Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar