acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Resultado

Apesar do aumento no faturamento, importação cresce 28,5%

29/11/2012 | 10h09

 

Apesar do aumento no faturamento, importação cresce 28,5%
O setor de bens de capital mecânico no mês de outubro de 2012 obteve o faturamento bruto nominal de R$ 6,5 bilhões, o que representa um aumento de 7,0% sobre o mês anterior. Esse resultado positivo deve-se ao crescimento das exportações, uma vez que o mercado interno teve uma retração de 18,2% em relação ao mês anterior e uma queda de 48,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Na comparação com o mês de outubro do ano anterior, houve uma retração de 2,7% e no acumulado de janeiro a outubro de 2012, o setor acumula queda de 2,3% comparado com o mesmo período do ano anterior, alcançando hoje o valor de R$ 59,9 bilhões.
 
Consumo Aparente 
O consumo aparente, que representa o consumo total de máquinas e equipamentos no mercado nacional, fechou o acumulado de 2012 em R$ 94,3 bilhões, resultado 1,9% superior ao mesmo período do ano anterior. Os importados representaram 61,1% deste valor, seguido das vendas internas das empresas locais, que foram 23,6%, e dos produtos importados incorporados à produção de bens de capital, que somaram 15,3%, o que evidencia a forte participação dos produtos importados no mercado doméstico. 
Balança Comercial 
Em outubro de 2012, as exportações alcançaram o total de US$ 1,3 bilhões, apresentando uma forte alta em comparação com o mês imediatamente anterior de 13,6%. Quanto às importações, o resultado de outubro de US$ 2,9 bilhões ficou 28,5% acima do total alcançado em setembro de 2012. Na comparação com outubro do ano anterior, essas variáveis, exportações e importações, tiveram um resultado de alta de 11,2% e queda de 3,2%, respectivamente.
O déficit da balança comercial de janeiro a outubro de 2012 foi de US$ 14,4 bilhões, 2,1% inferior ao resultado observado no mesmo período de 2011.
Carteira de pedidos e NUCI 
Na média anual, o número de semanas para o atendimento dos pedidos em carteira passou em média de 17,6 semanas em 2011 para 15,5 semanas em 2012. Quanto ao NUCI, o número passou de 81,4% para 75,0%.
 

O setor de bens de capital mecânico no mês de outubro de 2012 obteve o faturamento bruto nominal de R$ 6,5 bilhões, o que representa um aumento de 7,0% sobre o mês anterior. Esse resultado positivo deve-se ao crescimento das exportações, uma vez que o mercado interno teve uma retração de 18,2% em relação ao mês anterior e uma queda de 48,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Na comparação com o mês de outubro do ano anterior, houve uma retração de 2,7% e no acumulado de janeiro a outubro de 2012, o setor acumula queda de 2,3% comparado com o mesmo período do ano anterior, alcançando hoje o valor de R$ 59,9 bilhões.


 
Consumo Aparente 



O consumo aparente, que representa o consumo total de máquinas e equipamentos no mercado nacional, fechou o acumulado de 2012 em R$ 94,3 bilhões, resultado 1,9% superior ao mesmo período do ano anterior. Os importados representaram 61,1% deste valor, seguido das vendas internas das empresas locais, que foram 23,6%, e dos produtos importados incorporados à produção de bens de capital, que somaram 15,3%, o que evidencia a forte participação dos produtos importados no mercado doméstico. 


Balança Comercial 


Em outubro de 2012, as exportações alcançaram o total de US$ 1,3 bilhões, apresentando uma forte alta em comparação com o mês imediatamente anterior de 13,6%. Quanto às importações, o resultado de outubro de US$ 2,9 bilhões ficou 28,5% acima do total alcançado em setembro de 2012. Na comparação com outubro do ano anterior, essas variáveis, exportações e importações, tiveram um resultado de alta de 11,2% e queda de 3,2%, respectivamente.


O déficit da balança comercial de janeiro a outubro de 2012 foi de US$ 14,4 bilhões, 2,1% inferior ao resultado observado no mesmo período de 2011.


Carteira de pedidos e NUCI 


Na média anual, o número de semanas para o atendimento dos pedidos em carteira passou em média de 17,6 semanas em 2011 para 15,5 semanas em 2012. Quanto ao NUCI, o número passou de 81,4% para 75,0%.

 

 



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar