acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Setor Elétrico

Aperfeiçoamento dos leilões de energia garantem qualidade e segurança ao sistema elétrico

05/09/2014 | 14h52

 

Os leilões de energia elétrica, realizados para concessão de novas usinas e para fechamento de contratos de fornecimento para atender à demanda futura das distribuidoras de energia, tiverem início no Brasil com as modalidades de geração concorrendo entre si. “É preciso aperfeiçoar os procedimentos de leilões por fonte”, é o que explica Bernardo Bezerra, gerente de projetos da PSR, empresa que oferece serviços de consultoria técnica nos setores de energia elétrica e gás natural em diversos países.
Bezerra abordará a problemática dos leilões de energia e a importância de novas fontes energéticas na matriz nacional, em painel do qual participam também a presidente da ABEEÓLICA (Associação Brasileira de Energia Eólica), Elbia Melo, e o vice-presidente da ABRAPCH (Associação Brasileira de Fomento às Pequenas Centrais Hidroelétricas), durante a 15ª edição do Energy Summit, principal fórum de discussão sobre energia elétrica, que acontece de 15 a 17 de setembro, no Caesar Park Faria Lima, em São Paulo. Durante o encontro de três dias, o evento reúne empresários das principais companhias de energia, consumidores, fornecedores de soluções, instituições financeiras e órgãos do governo.
O gerente de projetos enfatizará durante a palestra a importância da previsibilidade e de regras consolidadas na realização de leilões pelo governo para que a contratação de determinada fonte de energia esteja dentro das expectativas. “É necessário preparar-se para os leilões de energia que, sempre que possível, devem ser realizados no início do ano de forma a permitir que a construção das usinas aconteça dentro do tempo estipulado. Além disso, o leilão deve atender às questões de suprimento de energia e de confiabilidade elétrica”, destaca.
Energia solar - No dia 31 de outubro, acontece o primeiro leilão destinado especialmente à energia solar no Brasil, que será fundamental para definir o papel dessa fonte na matriz energética nacional. “Esse leilão será muito importante e permitirá que essa tecnologia seja desenvolvida no país”, finaliza Bezerra.

Os leilões de energia elétrica, realizados para concessão de novas usinas e para fechamento de contratos de fornecimento para atender à demanda futura das distribuidoras de energia, tiverem início no Brasil com as modalidades de geração concorrendo entre si. “É preciso aperfeiçoar os procedimentos de leilões por fonte”, é o que explica Bernardo Bezerra, gerente de projetos da PSR, empresa que oferece serviços de consultoria técnica nos setores de energia elétrica e gás natural em diversos países.

Bezerra abordará a problemática dos leilões de energia e a importância de novas fontes energéticas na matriz nacional, em painel do qual participam também a presidente da ABEEÓLICA (Associação Brasileira de Energia Eólica), Elbia Melo, e o vice-presidente da ABRAPCH (Associação Brasileira de Fomento às Pequenas Centrais Hidroelétricas), durante a 15ª edição do Energy Summit, principal fórum de discussão sobre energia elétrica, que acontece de 15 a 17 de setembro, no Caesar Park Faria Lima, em São Paulo.

Durante o encontro de três dias, o evento reúne empresários das principais companhias de energia, consumidores, fornecedores de soluções, instituições financeiras e órgãos do governo.

O gerente de projetos enfatizará durante a palestra a importância da previsibilidade e de regras consolidadas na realização de leilões pelo governo para que a contratação de determinada fonte de energia esteja dentro das expectativas. “É necessário preparar-se para os leilões de energia que, sempre que possível, devem ser realizados no início do ano de forma a permitir que a construção das usinas aconteça dentro do tempo estipulado. Além disso, o leilão deve atender às questões de suprimento de energia e de confiabilidade elétrica”, destaca.

Energia solar - No dia 31 de outubro, acontece o primeiro leilão destinado especialmente à energia solar no Brasil, que será fundamental para definir o papel dessa fonte na matriz energética nacional. “Esse leilão será muito importante e permitirá que essa tecnologia seja desenvolvida no país”, finaliza Bezerra.

 



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar