acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

ANP se reunirá com a Petrobras para discutir falta de diesel no Paraná

27/08/2012 | 09h19

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) terá nos próximos dias uma reunião com a Petrobras para discutir a falta de diesel em algumas regiões do Paraná. A informação foi confirmada à "Agência Brasil" pela assessoria de imprensa da ANP, que não soube precisar a data do encontro.
Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Paraná (Sindicombustíveis-PR), há cerca de uma semana as distribuidoras de combustíveis do estado estão remanejando seus estoques para evitar o desabastecimento do produto. Alguns postos teriam ficado por até seis horas sem diesel em suas bombas.
"As distribuidoras estão com restrições para fornecer o produto em várias regiões do estado", disse Giancarlo Pasa, diretor do Sindicombustíveis-PR, em entrevista à "Agência Brasil". "Não chega a caracterizar um quadro de desabastecimento, mas é um racionamento velado. Meus postos já ficaram por três vezes sem diesel".
O dirigente sindical disse ainda que as informações sobre as razões da escassez do diesel têm sido desencontradas. Um dos motivos seria o aumento do consumo, que chegaria a 8% em relação a agosto de 2011. O congestionamento de navios no Porto de Paranaguá, agravado pelas greves dos servidores públicos federais, também poderia estar causando o desabastecimento. Parte do diesel consumido no país é importado.
"As entregas de diesel no Paraná estão de acordo com os volumes contratados pelas distribuidoras para o mês de agosto", informou a Petrobras, por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa.
De acordo com a empresa, a demanda do produto está aquecida na região em decorrência do bom desempenho da safra. "Nesse cenário, as distribuidoras exercem papel relevante, administrando os estoques e a logística de distribuição na região", diz a Petrobras. Nos próximos dias, ainda segundo a empresa, um volume adicional de cerca de 40 milhões de litros de diesel deve chegar no Porto de Paranaguá.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) terá nos próximos dias uma reunião com a Petrobras para discutir a falta de diesel em algumas regiões do Paraná. A informação foi confirmada à "Agência Brasil" pela assessoria de imprensa da ANP, que não soube precisar a data do encontro.


Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Paraná (Sindicombustíveis-PR), há cerca de uma semana as distribuidoras de combustíveis do estado estão remanejando seus estoques para evitar o desabastecimento do produto. Alguns postos teriam ficado por até seis horas sem diesel em suas bombas.


"As distribuidoras estão com restrições para fornecer o produto em várias regiões do estado", disse Giancarlo Pasa, diretor do Sindicombustíveis-PR, em entrevista à "Agência Brasil". "Não chega a caracterizar um quadro de desabastecimento, mas é um racionamento velado. Meus postos já ficaram por três vezes sem diesel".


O dirigente sindical disse ainda que as informações sobre as razões da escassez do diesel têm sido desencontradas. Um dos motivos seria o aumento do consumo, que chegaria a 8% em relação a agosto de 2011. O congestionamento de navios no Porto de Paranaguá, agravado pelas greves dos servidores públicos federais, também poderia estar causando o desabastecimento. Parte do diesel consumido no país é importado."As entregas de diesel no Paraná estão de acordo com os volumes contratados pelas distribuidoras para o mês de agosto", informou a Petrobras, por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa.


De acordo com a empresa, a demanda do produto está aquecida na região em decorrência do bom desempenho da safra. "Nesse cenário, as distribuidoras exercem papel relevante, administrando os estoques e a logística de distribuição na região", diz a Petrobras. Nos próximos dias, ainda segundo a empresa, um volume adicional de cerca de 40 milhões de litros de diesel deve chegar no Porto de Paranaguá.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar