acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
E&P

ANP negocia campos maduros com Petrobras

26/07/2004 | 00h00
A Agência Nacional do Petróleo (ANP) ainda acredita na possibilidade de a Petrobras vir a firmar parcerias com pequenas empresas para reativar os campos maduros da qual é proprietária. O novo diretor do órgão regulador, Newton Reis Monteiro, que foi reempossado nesta sexta-feira (23/07), após cinco meses de afastamento, disse que já iniciou as conversas com a área de Exploração e Produção da Petrobras para viabilizar parcerias com pequenas e médias petroleiras do país. Monteiro acredita que, se a petroleira vier a abrir os campos para os parceiros, será possível gerar uma maior quantidade de empregos no país.
Embora a ANP tenha feito questão de divulgar iniciativas para atrair as independentes para a sexta rodada de licitações de áreas de exploração, em agosto, o executivo admite ser muito difícil uma participação em larga escala. Monteiro afirmou que, embora a Petrobras tenha manifestado a disposição de não se desfazer dos campos maduros - cerca de 40, segundo ele -, as parcerias não demandariam a alienação desses ativos pela companhia. Pelo modelo imaginado pelo órgão regulador, a Petrobras permaneceria proprietária dos campos, que passariam a ser operados pelas pequenas e médias empresas.
Os campos maduros são aqueles tecnicamente classificados como em fase de declínio e que, portanto, apresentam menor produtividade dos reservatórios. Por isso, lembrou ele, apresentam uma relação custo-benefício desfavorável para uma empresa do porte da Petrobras. Por apresentarem produtividade baixa, não justificam novos aportes de capital de corporações que dispõem de outros campos, com maior produtividade, para investir.
"A Petrobras não precisa vender esses campos, mas tem que investir para gerar emprego e aumentar a produção. E ela poder fazer isso se associando a outras empresas", afirmou o diretor.

Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar