acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

ANP Itinetante - Potencial petrolífero do Amazonas em destaque

04/03/2010 | 10h48

Tendo como objetivo aumentar a interação entre a Agência  Nacional de Petroleo (ANP) e a sociedade em todas as unidades da federação, o projeto o ANP Itinerante  esteve em Manaus entre os dias primeiro e três de março.

Durante o evento, o diretor-geral da ANP Haroldo Lima, destacou o crescimento econômico acelerado da Região Norte e sua importância crescente para a economia brasileira. Segundo ele, o estado do Amazonas tem todas as condições de ampliar o seu papel no setor de petróleo e gás sem colocar em risco a floresta amazônica. "Esta é uma região com grande potencial. Nós temos a consciência de que todo o trabalho desenvolvido aqui tem que ter como prioridade a proteção ambiental", afirmou.


Ao falar sobre o projeto ANP, Haroldo Lima disse que a participação de agentes econômicos, autoridades municipais, estaduais e federais, além de professores, estudantes e da população é muito importante para que a sociedade brasileira conheça melhor o trabalho da Agência e ajude, com sugestões e denúncias. "Não quero que a ANP seja conhecida como um cartório que funciona lá no Rio de Janeiro. Quero uma Agência ativa e reconhecida em todo o Brasil pelo seu trabalho", disse.


Em sua palestra sobre as atividades de exploração e produção e desenvolvimento regional, a diretora Magda Chambriard falou sobre o potencial petrolífero das bacias sedimentares no Estado do Amazonas. "Atualmente, aqui são produzidos cerca de 35 mil barris de petróleo por dia e 10 milhões de metros cúbicos de gás natural. Isso é muito pouco diante do enorme potencial existente nas bacias da Região Norte".


Magda Chambriard lembrou que atualmente a tecnologia para exploração e produção de petróleo e gás é muito mais avançada do que a da década de 70. "A floresta é o tesouro do estado. Ela tem que ser protegida da melhor maneira possível. Eu acho que é possível aumentar a produção de petróleo e gás sem prejudicar a floresta. Mas essa decisão cabe a vocês, que são daqui, tomar", disse a diretora da ANP.

 


O  Projeto ANP Itinerante de Manaus foi a sétima edição do projeto que já esteve em São Luis, Recife, Curitiba, Ribeirão Preto, Salvador e Imperatriz (MA).



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar