acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Fiscalização

ANP flagra diesel e álcool irregulares no Amazonas

24/09/2010 | 11h33

Os índices de não conformidade das amostras de óleo diesel e de etanol (álcool) no Amazonas analisadas pela fiscalização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ficaram acima da média nacional no último trimestre.

 

No caso da gasolina, segundo o diretor-geral da ANP, Haroldo Lima, não foi registrado nenhum caso de irregularidade. O resultado, neste último caso, reflete o aumento da fiscalização da agência sobre a qualidade do combustível no Estado.

 

O diretor-geral da ANP esteve nesta quinta-feira em Manaus para a assinatura do protocolo de cooperação entre a instituição e o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), para a instalação de um escritório regional da agência na capital do Amazonas.

 

Durante o encontro, o diretor afirmou que 6,5% das amostras de óleo diesel analisadas apresentaram não conformidade (algum tipo de irregularidade em relação à qualidade que o produto deve oferecer), entre junho e agosto, enquanto que a média nacional foi de 4,3%. No caso do etanol, das amostras recolhidas no mesmo período, 5,1% apresentaram problemas, número bem acima da média nacional, de 2,2%. A maior parte dos casos foi identificada nos municípios de Presidente Figueiredo e Manacapuru, de acordo com o Boletim Mensal da Qualidade dos Combustíveis Líquidos Automotivos Brasileiros da ANP.


Atuação ampliada

 

Para Haroldo Lima, a instalação de um escritório regional proporcionará avanço nos processos de fiscalização e controle da qualidade dos combustíveis na Região Norte. “A fiscalização no Amazonas era feita pelo escritório de Salvador. Mas a realidade urbana de Salvador é muito diferente da realidade fluvial do Amazonas. A questão dos pontões, por exemplo, nunca havíamos lidado com este tipo de abastecimento, que é fundamental aqui”, destacou Lima.

 

O gerente regional da ANP, Noel Santos, disse ainda que a agência pretende iniciar a fiscalização da distribuição do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. “Pretendemos tornar este tipo de ação regular”, afirmou.

 



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar