acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Comercialização

ANP fecha oito plantas irregulares de biodiesel

24/11/2006 | 00h00

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), fechou nos últimos dez dias, oito plantas de processamento de biodiesel no Mato Grosso, por comercializarem irregularmente o combustível. Segundo o superintendente de Abastecimento da agência reguladora, Roberto Ardenghy, as unidades vendiam o óleo diretamente aos produtores da região para que eles abastecessem seus tratores, máquinas e caminhões.

"A legislação ainda é nova e as pessoas sequer sabem que estão cometendo crime ao comprar ou vender o óleo vegetal como combustível", comentou. A venda, segundo a legislação da ANP, só pode ser feita diretamente para a distribuidora de combustível, que vai adicionar o produto ao diesel na proporção de 2%, hoje permitida pela agência reguladora. "Acaba não sendo má-fé, mas ignorância, mesmo", disse Ardenghy.

A única forma de o produtor agrícola ser autorizado a utilizar o combustível na proporção de 100%, ou seja, sem adicioná-lo ao diesel, é se fizer isso em frota própria. "O produtor que tem uma planta de processamento de óleo de soja pode aproveitar este combustível em suas próprias máquinas, por economia, mas desde que saiba que pode prejudicar o motor com este ato. Hoje a única mistura permitida por ter sido devidamente testada é a de 2%, e posteriormente será de 5%", frisou o superintendente.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar