acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e gás

ANP aprova aquisição do campo de Manati pela Geopark

28/03/2014 | 15h29

 

A Geopark, companhia latino americana de petróleo e gás, com operações e propriedades produtoras no Brasil, Argentina, Chile e Colômbia anunciou na bolsa de valores de Nova Iorque que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) aprovou a aquisição da Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda. 
 
Em maio de 2013, a Geopark anunciou a celebração de um contrato de compra de quotas com a Panoro Energy do Brasil Ltda, para adquirir a Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda, que detém dez por cento do bloco BCAM-40, incluindo o Campo de Manati, na bacia de Camamu-Almada. O preço de compra acordado é de US$ 140 milhões, e a GeoPark receberá as receitas líquidas de toda a produção atribuída à Rio das Contas desde primeiro de maio de 2013
 
A Geopark assinou um acordo de crédito de 5 anos com a Itaú BBA International no valor de US$ 70,5 milhões, para financiar 50% do preço de compra. 
 
"A aquisição do Campo de Manati, juntamente com os nove blocos concedidos à GeoPark pela ANP nas Rodadas 11 e 12, possibilita uma plataforma de entrada sólida no Brasil e confirma o nosso compromisso de desenvolver um negócio upstream de petróleo e gás de longo prazo neste país com potencial elevado de hidrocarbonetos. Nossos novos ativos no Brasil também representam um componente importante da nossa estratégia de crescimento na América Latina, que inclui nossas plataformas em expansão na Colômbia e no Chile", comentou James F. Park, CEO da Geopark. 
 
O Campo de Manati é operado pela Petrobras (35% de participação), empresa brasileira, maior operadora de petróleo e gás no Brasil, respeitada internacionalmente como operadora offshore. Entre outros, são também parceiros no bloco a Queiroz Galvão Exploração e Produção (45% de participação) e a Brasoil Manati Exploração Petrolífera S.A. (10% de participação). 
 
A reunião do Conselho de Administração da ANP, realizada na última quarta-feira (26), autorizou a substituição da garantia de empresa-mãe da Panoro Energy ASA pela garantia de empresa-mãe da Geopark, e, também, a transferência das quotas da Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda. da Panoro Energy do Brasil Ltda. para Geopark Brasil Exploração e Produção de Petróleo e Gás Ltda. A conclusão da aquisição deverá ocorrer dentro dos próximos dias.

A Geopark, companhia latino americana de petróleo e gás, com operações e propriedades produtoras no Brasil, Argentina, Chile e Colômbia anunciou na bolsa de valores de Nova Iorque que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) aprovou a aquisição da Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda. Em maio de 2013, a Geopark anunciou a celebração de um contrato de compra de quotas com a Panoro Energy do Brasil Ltda, para adquirir a Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda, que detém dez por cento do bloco BCAM-40, incluindo o Campo de Manati, na bacia de Camamu-Almada. O preço de compra acordado é de US$ 140 milhões, e a GeoPark receberá as receitas líquidas de toda a produção atribuída à Rio das Contas desde primeiro de maio de 2013.

A Geopark assinou um acordo de crédito de 5 anos com a Itaú BBA International no valor de US$ 70,5 milhões, para financiar 50% do preço de compra. 

"A aquisição do Campo de Manati, juntamente com os nove blocos concedidos à GeoPark pela ANP nas Rodadas 11 e 12, possibilita uma plataforma de entrada sólida no Brasil e confirma o nosso compromisso de desenvolver um negócio upstream de petróleo e gás de longo prazo neste país com potencial elevado de hidrocarbonetos. Nossos novos ativos no Brasil também representam um componente importante da nossa estratégia de crescimento na América Latina, que inclui nossas plataformas em expansão na Colômbia e no Chile", comentou James F. Park, CEO da Geopark. 

O Campo de Manati é operado pela Petrobras (35% de participação), empresa brasileira, maior operadora de petróleo e gás no Brasil, respeitada internacionalmente como operadora offshore. Entre outros, são também parceiros no bloco a Queiroz Galvão Exploração e Produção (45% de participação) e a Brasoil Manati Exploração Petrolífera S.A. (10% de participação). 

A reunião do Conselho de Administração da ANP, realizada na última quarta-feira (26), autorizou a substituição da garantia de empresa-mãe da Panoro Energy ASA pela garantia de empresa-mãe da Geopark, e, também, a transferência das quotas da Rio das Contas Produtora de Petróleo Ltda. da Panoro Energy do Brasil Ltda. para Geopark Brasil Exploração e Produção de Petróleo e Gás Ltda. A conclusão da aquisição deverá ocorrer dentro dos próximos dias.



Fonte: Redação TN/ Ascom Geopark
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar