acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

ANP: 18 empresas adquiriram pacote de dados para o leilão de Libra

17/09/2013 | 18h13

 

Um total de 18 empresas pagaram taxas para acessar dados da reserva de Libra, que será licitada no primeiro leilão do pré-sal, em 21 de outubro, afirmou nesta terça-feira (17) a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriand, durante audiência pública no Senado.
A taxa de adesão, que inclui o recebimento de um pacote de dados, é de pouco mais de R$ 2 milhões, um valor relativamente pequeno para a indústria do petróleo, onde operações e investimentos giram na casa das centenas de milhões ou até dos bilhões de reais.
O Brasil espera uma produção de 1 milhão de barris por dia da área de Libra, a maior reserva de petróleo já descoberta no país.
Pelas regras da partilha, vencerá o leilão o consórcio que apresentar a maior parcela do óleo de Libra destinada à União. Mesmo que não participe do consórcio vencedor, a Petrobras será, por lei, operadora de Libra e terá participação mínima de 30% na área.
Segundo estimou Magad, a reserva petrolífera de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, vai render cerca de R$ 900 bilhões ao longo de 30 anos ao país. Do total, R$ 300 bilhões virão de royalties, enquanto que R$ 600 bilhões serão provenientes do óleo lucro.

Um total de 18 empresas pagaram taxas para acessar dados da reserva de Libra, que será licitada no primeiro leilão do pré-sal, em 21 de outubro, afirmou nesta terça-feira (17) a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriand, durante audiência pública no Senado.


A taxa de adesão, que inclui o recebimento de um pacote de dados, é de pouco mais de R$ 2 milhões, um valor relativamente pequeno para a indústria do petróleo, onde operações e investimentos giram na casa das centenas de milhões ou até dos bilhões de reais.


O Brasil espera uma produção de 1 milhão de barris por dia da área de Libra, a maior reserva de petróleo já descoberta no país.


Pelas regras da partilha, vencerá o leilão o consórcio que apresentar a maior parcela do óleo de Libra destinada à União. Mesmo que não participe do consórcio vencedor, a Petrobras será, por lei, operadora de Libra e terá participação mínima de 30% na área.


Segundo estimou Magad, a reserva petrolífera de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, vai render cerca de R$ 900 bilhões ao longo de 30 anos ao país. Do total, R$ 300 bilhões virão de royalties, enquanto que R$ 600 bilhões serão provenientes do óleo lucro.

 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar