acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Aneel aprova reajuste de tarifas de energia de cinco concessionárias

23/08/2011 | 17h34
A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (23) o reajuste das tarifas das concessionária Energisa Paraíba, Força e Luz Coronel Vivida (Forcel), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia Energética do Maranhão (Cemar) e Companhia Energética do Piauí (Cepisa). As novas tarifas entrarão em vigor no próximo domingo (28).

Para os consumidores da Energisa Paraíba, o aumento será 8,06% para baixa tensão (residências, comércio, etc) e 6,43% para alta tensão (indústrias). A empresa atende a 1,1 milhão de unidades consumidoras em 216 municípios da Paraíba. As 6,3 mil unidades consumidoras do município de Coronel Vivida (PR) atendidas pela Forcel terão reajuste de 7,43% para as residências e de 6,84% para as indústrias.

O reajuste tarifário anual da concessionária Ceal vai resultar em aumento de 1,93% para os consumidores de baixa tensão e um reajuste negativo de -0,43% para as indústrias. A empresa atende a 898.014 unidades consumidoras, localizadas em 102 municípios de Alagoas.

Para a concessionária Cemar, que atende a 1,7 milhão de unidades consumidoras em 217 municípios do Maranhão, o aumento será 7,53% para as residências e 6,05% para as indústrias. Já os 974.284 consumidores do estado do Piauí atendidos pela Cepisa terão aumento de 12,82% para baixa tensão e de 10,08% para alta tensão.

De acordo com a Aneel, os índices de reajuste são calculados levando com conta a variação de custos que a empresa teve no período. A fórmula inclui custos de distribuição, sobre os quais incide o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e o Fator X, que é calculado com base na produtividade das concessionárias e determina a redução que deve ser aplicada no cálculo do reajuste da tarifa.

A Aneel também decidiu hoje manter as tarifas atuais da Elektro Eletricidade e Serviços  até a publicação da metodologia definitiva do terceiro ciclo de revisões tarifárias. A Elektro atende a 1,95 milhão de unidades consumidoras em 223 municípios do estado de São Paulo e cinco de Mato Grosso do Sul.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar