acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e Gás

Ambientalistas bloqueiam navio em protesto contra exploração do Ártico

27/08/2012 | 15h28

 

Ambientalistas do Greenpeace se acorrentaram à âncora de um navio russo no Oceano Ártico nesta segunda-feira (27). O protesto era contra a exploração de petróleo na região.
A companhia russa Gazprom pretende começar a produção de petróleo na região já em 2013. No fundo do mar, próximo ao Polo Norte, fica uma das maiores reservas de petróleo e gás natural do planeta, que ainda não foi explorada pelo ser humano.
O navio Anna Akhmatova levaria trabalhadores para uma plataforma da empresa, mas teve a partida interrompida pela ação dos ambientalistas. Na última sexta (24), o Greenpeace já havia atrasado a movimentação de outro navio que prestava serviços para a Gazprom em um ato parecido.
O Greenpeace tem como objetivo evitar o “potencial desastre” provocado pelos “planos perigosos” da exploração do Ártico. A Gazprom ainda não se pronunciou sobre o protesto, segundo informações da agência russa “Ria Novosti”.

Ambientalistas do Greenpeace se acorrentaram à âncora de um navio russo no Oceano Ártico nesta segunda-feira (27). O protesto era contra a exploração de petróleo na região.


A companhia russa Gazprom pretende começar a produção de petróleo na região já em 2013. No fundo do mar, próximo ao Polo Norte, fica uma das maiores reservas de petróleo e gás natural do planeta, que ainda não foi explorada pelo ser humano.


O navio Anna Akhmatova levaria trabalhadores para uma plataforma da empresa, mas teve a partida interrompida pela ação dos ambientalistas. Na última sexta (24), o Greenpeace já havia atrasado a movimentação de outro navio que prestava serviços para a Gazprom em um ato parecido.


O Greenpeace tem como objetivo evitar o “potencial desastre” provocado pelos “planos perigosos” da exploração do Ártico. A Gazprom ainda não se pronunciou sobre o protesto, segundo informações da agência russa “Ria Novosti”.



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar