acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Alunos do CTC/PUC-Rio saem vitoriosos no 6º Prêmio Petrobras de Tecnologia

09/09/2013 | 15h07

 

Pela quinta vez em seis edições, a PUC-Rio está entre os vencedores. Premiação será dia 13 de setembro 
 
Os estudantes Márcio Santos Mundim e Ana Carolina Alves Abrêu vão representar o Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) na premiação do Prêmio Petrobras de Tecnologia, marcada para o dia 13 de setembro. Pela quinta vez em seis edições, o CTC/PUC-Rio se destaca na competição. Márcio e Ana Carolina concorreram com alunos de todas as universidades do país, em nove temas que se repetiram em três categorias (Graduação, Mestrado ou Doutorado), saindo 27 vencedores no final.  Márcio Mundim, graduado em Engenharia Química, venceu no tema “Tecnologia de bio-produtos” e receberá como prêmio R$ 10 mil e uma bolsa de mestrado do CNPq. Já Ana Carolina, formada em Engenharia de Petróleo, mestre em Engenharia Elétrica e doutoranda na mesma área, concorreu na categoria Mestrado e levou o 1º lugar no tema “Tecnologia de Perfuração e de Produção”, recebendo R$ 15 mil.
 
Márcio Mundim venceu com o trabalho de conclusão de curso “Projeto de Estação Integrada para tratamento de Vinhaça visando à Obtenção Simultânea de Fertilizante e Água de Reuso”.  O estudo trata do reaproveitamento da vinhaça (rejeito da indústria do álcool), transformando esse subproduto em fertilizante concentrado e em água de reuso. No trabalho, são feitos todos os dimensionamentos dos principais equipamentos, tanques e tubulações envolvidos no processo e uma Análise Econômica Preliminar do investimento da planta. Tendo como premissa de que com 1 kg de cana produz-se 80 litros de etanol (álcool) como produto e 1.040 litros de vinhaça como subproduto, o trabalhou reiterou a importância do reaproveitamento do rejeito. Márcio hoje faz um programa de dois anos como trainee na Statoil, empresa petrolífera norueguesa.
 
A mestre Ana Carolina Abrêu está cursando doutorado em Engenharia Elétrica no CTC/PUC-Rio na área de Métodos de Apoio a Decisão. Seu trabalho “Otimização de Cronogramas de Ativação de Poços de Petróleo, Considerando Restrições Técnicas e Operacionais” desenvolve uma ferramenta de apoio ao especialista na escolha de cronogramas para a abertura de poços para o desenvolvimento de reservatórios de petróleo. Esse modelo baseia-se na técnica de Algoritmos Genéricos para considerar as restrições técnicas e utiliza o Valor Presente Líquido (VPL) para avaliar soluções. Com o prêmio, Ana Carolina planeja terminar seu doutorado e também fazer pós-doutorado.
 
No dia 12 de setembro, véspera da premiação, haverá um Workshop do Prêmio Petrobras de Tecnologia no qual os vencedores irão apresentar brevemente seus trabalhos para o corpo técnico do CENPES, Centro de Pesquisa da Petrobras. 

Os estudantes Márcio Santos Mundim e Ana Carolina Alves Abrêu vão representar o Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) na premiação do Prêmio Petrobras de Tecnologia, marcada para o dia 13 de setembro. Pela quinta vez em seis edições, o CTC/PUC-Rio se destaca na competição. Márcio e Ana Carolina concorreram com alunos de todas as universidades do país, em nove temas que se repetiram em três categorias (Graduação, Mestrado ou Doutorado), saindo 27 vencedores no final.  Márcio Mundim, graduado em Engenharia Química, venceu no tema “Tecnologia de bio-produtos” e receberá como prêmio R$ 10 mil e uma bolsa de mestrado do CNPq. Já Ana Carolina, formada em Engenharia de Petróleo, mestre em Engenharia Elétrica e doutoranda na mesma área, concorreu na categoria Mestrado e levou o 1º lugar no tema “Tecnologia de Perfuração e de Produção”, recebendo R$ 15 mil.


 
Márcio Mundim venceu com o trabalho de conclusão de curso “Projeto de Estação Integrada para tratamento de Vinhaça visando à Obtenção Simultânea de Fertilizante e Água de Reuso”.  O estudo trata do reaproveitamento da vinhaça (rejeito da indústria do álcool), transformando esse subproduto em fertilizante concentrado e em água de reuso. No trabalho, são feitos todos os dimensionamentos dos principais equipamentos, tanques e tubulações envolvidos no processo e uma Análise Econômica Preliminar do investimento da planta. Tendo como premissa de que com 1 tonelada de cana produz-se 80 litros de etanol (álcool) como produto e 1.040 litros de vinhaça como subproduto, o trabalhou reiterou a importância do reaproveitamento do rejeito. Márcio hoje faz um programa de dois anos como trainee na Statoil, empresa petrolífera norueguesa.


 
A mestre Ana Carolina Abrêu está cursando doutorado em Engenharia Elétrica no CTC/PUC-Rio na área de Métodos de Apoio a Decisão. Seu trabalho “Otimização de Cronogramas de Ativação de Poços de Petróleo, Considerando Restrições Técnicas e Operacionais” desenvolve uma ferramenta de apoio ao especialista na escolha de cronogramas para a abertura de poços para o desenvolvimento de reservatórios de petróleo. Esse modelo baseia-se na técnica de Algoritmos Genéricos para considerar as restrições técnicas e utiliza o Valor Presente Líquido (VPL) para avaliar soluções. Com o prêmio, Ana Carolina planeja terminar seu doutorado e também fazer pós-doutorado.


 
No dia 12 de setembro, véspera da premiação, haverá um Workshop do Prêmio Petrobras de Tecnologia no qual os vencedores irão apresentar brevemente seus trabalhos para o corpo técnico do CENPES, Centro de Pesquisa da Petrobras.

 

*O texto foi alterado para acréscimo de informação no dia 19/09, às 10h15.



Fonte: Redação TN, CTC/PUC-Rio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar