acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Oleodutos

Alta tecnologia garante mais segurança no monitoramento de dutos da Transpetro

15/01/2015 | 16h25

Com o objetivo de tornar ainda mais segura a operação da malha de dutos do Sistema Petrobras, a Transpetro colocará em operação este ano o Sistema de Detecção de Vazamento de Oleodutos (SDVO). A nova ferramenta, desenvolvida em parceria com o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), será operada no Centro Nacional de Controle Operacional (CNCO), referência mundial em operação, controle e monitoramento remoto de dutos. O CNCO acompanha durante 24 horas por dia 100% da malha de gasodutos e 92% da movimentação diária nos oleodutos – por onde passam petróleo, derivados e biocombustíveis.

Já em fase de testes, o SDVO foi instalado em oleodutos do Rio de Janeiro e do Espírito Santo e tem como diferencial o uso da tecnologia Real Time Transient Model, que se destaca pela capacidade de monitorar os chamados regimes transitórios, como nas partidas e paradas do oleoduto. Ao longo de 2015, o Sistema chegará a outros dutos operados pela companhia.

No Centro Nacional de Controle Operacional 128 profissionais se revezam na função de monitorar, por meio de computadores, mais de 13,6 mil quilômetros de dutos (dos 14,6 mil km de comprimento total da malha). Para se ter uma ideia, esse número equivale a quase duas vezes a extensão do litoral brasileiro.

Com visualização de todas as movimentações, os operadores conseguem, remotamente, ligar e desligar bombas e compressores, abrir e fechar válvulas e alterar a rota dos produtos. Essa supervisão ininterrupta garante eficiência no transporte de petróleo, derivados e gás natural e é fundamental para dar segurança e agilidade no escoamento da produção da Petrobras.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar