acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Alstom fornecerá sistemas de controle ambiental para fábrica de celulose

28/01/2013 | 10h03

 

A Alstom fornecerá um Precipitador Eletrostático (ESP) para a Suzano Papel e Celulose, para uso em sua fábrica de celulose e papel, localizada em Mucuri, na Bahia. Nos últimos dois anos, a Alstom foi nomeada para fornecer quatro projetos de Sistemas de Controle Ambiental (ECS) à CBC, contratada da Suzano. O novo projeto será totalmente desenvolvido no Brasil e deve entrar em operação no segundo trimestre de 2013.
A tecnologia ESP da Alstom permite a captura de partículas em gases de combustão derivados da queima de biomassa, reduzindo o impacto da indústria sobre o meio ambiente. A fábrica de Mucuri queima resíduos de sua produção de celulose e papel para produzir vapor e gerar eletricidade. O vapor resultante é então usado na fábrica, melhorando assim a eficiência da instalação.
“Graças aos 60 anos de experiência no fornecimento de sistemas de controle ambiental, a Alstom desenvolveu soluções tecnologicamente avançadas e está comprometida com o fornecimento das melhores soluções à indústria brasileira de celulose e papel”, diz Daniel Santos, Diretor Geral da Área de ECS da Alstom na América Latina.

A Alstom fornecerá um Precipitador Eletrostático (ESP) para a Suzano Papel e Celulose, para uso em sua fábrica de celulose e papel, localizada em Mucuri, na Bahia. Nos últimos dois anos, a Alstom foi nomeada para fornecer quatro projetos de Sistemas de Controle Ambiental (ECS) à CBC, contratada da Suzano. O novo projeto será totalmente desenvolvido no Brasil e deve entrar em operação no segundo trimestre de 2013.


A tecnologia ESP da Alstom permite a captura de partículas em gases de combustão derivados da queima de biomassa, reduzindo o impacto da indústria sobre o meio ambiente. A fábrica de Mucuri queima resíduos de sua produção de celulose e papel para produzir vapor e gerar eletricidade. O vapor resultante é então usado na fábrica, melhorando assim a eficiência da instalação.


“Graças aos 60 anos de experiência no fornecimento de sistemas de controle ambiental, a Alstom desenvolveu soluções tecnologicamente avançadas e está comprometida com o fornecimento das melhores soluções à indústria brasileira de celulose e papel”, diz Daniel Santos, Diretor Geral da Área de ECS da Alstom na América Latina.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar