acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Alstom fornecerá aerogeradores para projeto no Sul

04/09/2013 | 11h23

 

A Alstom assinou um contrato de aproximadamente 25 milhões de euros com a Enerplan, empresa de energia do grupo brasileiro Oleoplan, para fornecer aerogeradores ao projeto eólico Pontal, no Sul do Brasil. Os equipamentos serão instalados em um novo empreendimento eólico localizado em Viamão, no estado do Rio Grande do Sul. O comissionamento do projeto Pontal está programado para o final de 2015.
A empresa vai fornecer 10 unidades do aerogerador ECO 122, com capacidade de 2.7 MW cada. A turbina ECO 122 tem o maior diâmetro de rotor no segmento onshore de 2 MW a 3 MW. Ela combina alta potência e alto fator de capacidade para aumentar a produção de energia em regiões com ventos de baixa velocidade, adaptando-se perfeitamente às condições de vento brasileiras.
As naceles dos aerogeradores serão fabricadas na unidade da Alstom em Camaçari, na Bahia, e as torres serão produzidas na nova fábrica da  Alstom em Canoas, incentivando a economia local e usufruindo dos investimentos da empresa no país. A Alstom também será responsável pela operação e manutenção das turbinas eólicas por cinco anos.
“Esta nova parceria demonstra a confiança de nossos clientes em nossos produtos e serviços e confirma nosso crescimento no mercado eólico na América Latina. Apenas alguns dias após a inauguração de nossa primeira unidade de produção de torres eólicas na região, já atingimos uma posição estratégica. Temos dois importantes contratos a serem atendidos por essa fábrica, sustentando nossa estratégia de negócios”, afirma o presidente da Alstom Brasil.
Com uma velocidade de vento de 7.5 m/s, a turbina oferece um fator de capacidade acima de 42%, o equivalente a 3,600 horas de carga total a cada ano. Seus 122 metros de diâmetro de rotor e área de captação de 11.700 m2 maximizam a produção de energia e o retorno de investimento, criando novas oportunidades de negócios aos clientes de parques eólicos com baixos ventos. A ECO 122 aumenta em torno de 25% o rendimento do parque eólico em comparação com as atuais turbinas de 1.5 - 2 MW, fazendo com que uma quantidade menor de turbinas seja necessária para criar a mesma quantidade de energia. Como exemplo, em um típico parque de baixos ventos, seis turbinas tradicionais de 1.5 - 2 MW produzirão em torno de 40 GWh/ano, comparado com os mais de 50 GWh/ano que serão produzidos com apenas cinco ECO 122.

A Alstom assinou um contrato de aproximadamente 25 milhões de euros com a Enerplan, empresa de energia do grupo brasileiro Oleoplan, para fornecer aerogeradores ao projeto eólico Pontal, no Sul do Brasil. Os equipamentos serão instalados em um novo empreendimento eólico localizado em Viamão, no estado do Rio Grande do Sul. O comissionamento do projeto Pontal está programado para o final de 2015.


A empresa vai fornecer 10 unidades do aerogerador ECO 122, com capacidade de 2.7 MW cada. A turbina ECO 122 tem o maior diâmetro de rotor no segmento onshore de 2 MW a 3 MW. Ela combina alta potência e alto fator de capacidade para aumentar a produção de energia em regiões com ventos de baixa velocidade, adaptando-se perfeitamente às condições de vento brasileiras.


As naceles dos aerogeradores serão fabricadas na unidade da Alstom em Camaçari, na Bahia, e as torres serão produzidas na nova fábrica da  Alstom em Canoas, incentivando a economia local e usufruindo dos investimentos da empresa no país. A Alstom também será responsável pela operação e manutenção das turbinas eólicas por cinco anos.


“Esta nova parceria demonstra a confiança de nossos clientes em nossos produtos e serviços e confirma nosso crescimento no mercado eólico na América Latina. Apenas alguns dias após a inauguração de nossa primeira unidade de produção de torres eólicas na região, já atingimos uma posição estratégica. Temos dois importantes contratos a serem atendidos por essa fábrica, sustentando nossa estratégia de negócios”, afirma o presidente da Alstom Brasil.


Com uma velocidade de vento de 7.5 m/s, a turbina oferece um fator de capacidade acima de 42%, o equivalente a 3,600 horas de carga total a cada ano. Seus 122 metros de diâmetro de rotor e área de captação de 11.700 m2 maximizam a produção de energia e o retorno de investimento, criando novas oportunidades de negócios aos clientes de parques eólicos com baixos ventos. A ECO 122 aumenta em torno de 25% o rendimento do parque eólico em comparação com as atuais turbinas de 1.5 - 2 MW, fazendo com que uma quantidade menor de turbinas seja necessária para criar a mesma quantidade de energia. Como exemplo, em um típico parque de baixos ventos, seis turbinas tradicionais de 1.5 - 2 MW produzirão em torno de 40 GWh/ano, comparado com os mais de 50 GWh/ano que serão produzidos com apenas cinco ECO 122.

 



Fonte: Ascom Alstom
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar