acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Alstom entrega quarto e último rotor de Foz do Chapecó

24/02/2010 | 15h26
  O último rotor da Hidrelétrica de Foz do Chapecó será entregue pela Alstom no próximo sexta-feira, dia 26. A peça, de 149,5 toneladas e 4,18 metros de altura, saiu da fábrica de Taubaté (SP) em  primeiro de fevereiro e completa as quatro unidades produzidas pela empresa para a obra. O primeiro rotor foi entregue no mês de junho, o segundo, em setembro e o terceiro, em novembro de 2009, todos dentro do  prazo estabelecido com a Foz do Chapecó Energia, formada por CPFL - Companhia Paulista Força e Luz, Furnas e CEEE - Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica.  Líder mundial em geração de energia e infraestrutura ferroviária,  a Alstom assinou um contrato de 150 milhões de euros em março de 2007 para ser a companhia responsável pela produção, entrega e supervisionamento da montagem dos equipamentos das  quatro unidades geradoras de 213,75 MW. A previsão é de que a primeira unidade entre em operação a partir de agosto deste ano e a última até fevereiro de 2011. Além dos rotores, a Alstom é responsável pela fornecimento de todos os equipamentos hidromecânicos, equipamentos de levantamento, quatro unidades geradoras (gerador síncrono vertical e turbina Francis), transformadores elevadores, sistema digital de supervisão e controle, além de todos os sistemas auxiliares mecânicos e elétricos da usina. “Com a entrega do último rotor firmamos nosso compromisso com o cliente, para que a hidrelétrica entre em operação no tempo planejado e possa auxiliar o crescimento da região”, afirma Marcos Costa, vice-presidente do setor Power da Alstom Brasil e América Latina. A usina hidrelétrica de Foz do Chapecó está localizada no rio Uruguai, entre os municípios de Águas de Chapecó (SC) e Alpestre (RS). O reservatório ocupará uma área de 79.2 Km², dos quais 40 km² correspondem à própria calha do rio. Com 855 MW de potência instalada, a usina tem um dos menores coeficientes de área alagada x potência instalada do Brasil, aliando a geração de energia e de desenvolvimento ao cuidado com o meio ambiente.

Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar