acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Álcool eleva previsão de inflação

24/01/2006 | 00h00

Combustível volta a subir no varejo, apesar de acordo

A pressão nos preços dos combustíveis provocada pela alta do álcool levou o mercado financeiro a rever para cima a expectativa de inflação para 2006.

Após vários indicadores terem apontado aceleração nos preços, a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA, referência para a inflação oficial) avançou de 4,58% para 4,61%, segundo o boletim semanal Focus, do Banco Central.

Na última semana, o álcool voltou a subir no varejo. O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, admitiu ontem, após participar da reunião da Câmara Setorial da Açúcar e do Álcool, que os benefícios do acordo entre governo e usineiros estão demorando para chegar ao consumidor. Momentos depois, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) divulgou relatório confirmando que o preço médio do combustível no país subiu de R$ 1,724 para R$ 1,735 entre os dias 15 e 21, uma alta de 0,63% - no ano, já supera 8%.

Na avaliação de integrantes do governo, um dos motivos para a alta é o impacto das recentes normas anunciadas pela ANP e pelo governo de São Paulo, que tiraram postos de combustíveis da informalidade. Essa é também a justificativa apresentada pelo diretor de Tributação do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis (Sindicom), Dietmar Schupp.



Fonte: Jornal do Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar