acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Alcoa investe em nova matriz energética

02/06/2011 | 15h50
A unidade da Alcoa em Poços de Caldas (MG) acaba de completar 46 anos de atividades e tem um excelente motivo para comemorar. Foram concluídas as obras para permitir a substituição do óleo combustível por gás natural nos calcinadores e caldeiras da área produtiva da Refinaria, a mais importante etapa do projeto de implementação da nova matriz energética na fábrica.

 

O uso do gás natural possibilita ganhos, tanto para a Alcoa, por meio do aumento da eficiência dos equipamentos, quanto para o meio ambiente. “A utilização desta nova matriz energética faz parte das ações de sustentabilidade da Alcoa, inseridas nas metas estratégicas da companhia, que deverão ser implementadas até 2030, e possibilitarão ganhos ambientais consideráveis”, destaca Affonso Bizon, gerente de Operações da Alcoa em Poços de Caldas. “O uso de gás natural em substituição ao óleo combustível, segundo cálculos técnicos, reduzirá em cerca de 31% a emissão de CO2, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa, e praticamente elimina as emissões de SO2. Com a entrada em operação da primeira etapa, já conseguimos obter uma redução de 26% de CO2 e de 99,7% de SO2”.

 

O gasoduto do Sul de Minas

A implementação do projeto na Alcoa foi viabilizado em parceria com a Gasmig, fornecedora do produto por meio do gasoduto do Sul de Minas, que atende as empresas da região desde janeiro de 2010. “A rede conta com 110 quilômetros de extensão, passando pelos municípios de Poços de Caldas, Andradas, Caldas e Jacutinga”, explica Frederico Borges Cordeiro, gerente de Novos Negócios da Gasmig. “A Alcoa é o nosso cliente-âncora no Sul de Minas, tendo sido uma das empresas que viabilizaram a expansão do gasoduto. O consumo da empresa representa 50% da quantidade total de gás fornecida à região”.

 

Além dos benefícios ambientais proporcionados pelo uso do gás natural em substituição a outros combustíveis, a oferta do produto para a região é um fator de competitividade para a atração de novos empreendimentos industriais, comerciais e de postos de abastecimento de gás natural veicular.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar